sábado, 24 de novembro de 2012

Manifestação por Segurança Pública

População se mobiliza para reivindicar por segurança na Praia de Icaraí neste sábado, dia 24 de novembro. Diversas entidades presentes, famílias enlutadas.









"Em 21 de abril éramos muitos aqui reunidos. Passaram-se 7 meses.. Tivemos algumas respostas, algumas medidas paliativas.

Como o papel da sociedade é cobrar, voltamos às ruas, vestidos de branco, com faixas azuis. Niterói hoje não é mais a mesma que dormia solene em berço esplêndido. Voltamos às ruas para exigir, cobrar e denunciar. O papel do poder público por sua vez é atender, prever, proteger a população com sua ação.
A atual política estadual e municipal de segurança não ultrapassa o discurso do ainda que necessário aumento do número de contingente; da colocação de pessoal em condições precárias de trabalho, desconsiderando a saúde do cidadão-policial, expondo a população a riscos a mais, decorrentes da condição duvidosa da capacidade de atuação desses funcionários; e em avaliações especulativas de onde vem ou de onde não vem o surto de violência que ataca Niterói, em particular neste ano.
A violência, a falta de segurança não é um evento novo, nem surpreendente. Há tempos faltam medidas eficientes de políticas públicas, que só vem provocando aumento da desigualdade social. Política pública consistente e eficiente é educação pública de qualidade; saúde pública de qualidade e eficiente a toda população, tanto aos servidores e funcionários, quanto aos usuários; atendimento digno e eficiente a moradores de rua, drogados e portadores de doenças mentais.
Queremos imediatamente atitudes que garantam o direito de ir e vir em segurança, de circular pela cidade a qualquer hora do dia ou da noite. Mas para tal há que se refletir para essas questões mais amplas que tem sido relegadas pelo poder público para um plano programático que efetivamente nunca vimos sair do papel. Enquando não pensarmos numa administração pública atenta, com real vontade política e que atenda a TODA a população, eu disse A TODA população, continuaremos a enganar quem tem um só olho para números publicados levianamente na mídia de maior IDH, alta qualidade de vida e outros blá blá blá.
As manifestações da internet que ganham espaço nas ruas são decorrentes da desatenção e desrespeito à população, pelo estado limite de insegurança e intranquilidade que vivemos; a novidade no entanto é a reação da população que agora ACORDA! Um fórum de segurança pública precisa ser criado a exemplo do fórum de transparência e controle social e o fórum de politicas urbanas criados e em funcionamento ao longo deste ano, de modo a manter corrente a discussão e e organização popular voltada a temas que envolvem todos os moradores da cidade.
As eleições acabaram e novos políticos foram eleitos. Continuaremos juntos cobrando, exigindo, e impedindo que coalizões interesseiras, desonestas, e enganosas se façam às custas e às costas da população.
Que essa estranha oportunidade de estarmos juntos, clamando por segurança, se perpetue em aprendizado contínuo de participação cidadã, conscientes da importância da informação, como instrumento de força da população, e que só assim, com esta participação, os governantes podem e devem dirigir a cidade, na direção do bem-estar de TODA sua população.

Obrigada,
DesabafosNiteroienses









 










 


 



segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Irregularidades, irregularidades, irregularidades!!!

O niteroiense está cansado, e pior, acostumado. Cocô de cachorro nas calçadas, camelôs de planos de saúde, tv a cabo e corretores. Algum tem alvará? Licença para camelotagem?!  E as obras na rua virando concreto sobre dissimulado plástico preto que depois é lavado e a água de concreto continua bueiro abaixo? E as demolições totais, com placas singelas de 'mudança e transformação de uso' e que nenhum novo recuo ou afastamento é feito na nova obra?! E as calçadas onde param automóveis e cadeirantes não têm vez?!
O niteroiense só desvia. 

Mas a hora é essa. Teremos em breve eleições para novos prefeitos. Esta é a hora de exigir providências e compromissos, para cobrar depois. Chega de descaso. Chega de acomodação. O primeiro turno nos deu um alento em certos aspectos, mas o pior ainda está por vir. Não vamos ficar de braços cruzados. Vamos nos indignar e cobrar.

Rua Moreira César. Enquanto novos empreendimentos avançam muito sobre a calçada, e ninguém fala nada, pequenas reformas de mudança de usos caem em exigências absurdas. Vai explicar!
1. Em frente ao Trade Center uma residência foi decentemente reformada. A prefeitura exige que façam recuo frontal e removam o muro lateral divisa com uma servidão. A casa obedece o mesmo alinhamento da "casa" da esquina com Alvares de Azevedo, um comércio de hortifruti (e seu depósito) em que a reforma só salvou a fachada...
Por que pode para um e não pode para outro?! Qual o critério?!

2. Entre a livraria e o Shopping Icaraí. Tapume avança sobre a calçada. Ainda colocaram piso vitrificado sobre a calçada que promoveu muitos escorregões, "sanados" com fita crepe... pode?!
3. Antigo Clube Central. Acabaram grosseiramente com o recuo para carros e promoveram a calçada aquela obra de carregação. E avançam com o tapume uns 2 metros sobre o alinhamento dos prédios limítrofes. Que legislação é essa?! JR Demolições: coincidência?
 
Rua Presidente Backer. Casa frente de rua constrói escada sobre calçada. "proprietário" alega que tem permissão da prefeitura e que não dava para embutir a escada de acesso dentro da casa :"ia tirar muito espaço"! Ao mostrar todo o alinhamento do resto da quadra, explica que seu avanço, uns 70 cm é comparável às jardineiras junto ao meio fio do prédio ao lado?!
Este domingo as portas da garagem estavam abertas para um bazar, justo na largura da escada. Terá alvará?! E esta estrutura branca sobre a escada tinha sido removida..