sexta-feira, 6 de agosto de 2010

Sobre o futuro próximo de Pendotiba

Achei ótimo encontrar esse espaço de expressão.
A Prefeitura de Niterói precisa responder rapidamente e com clareza essa pergunta sobre o futuro de Pendotiba.
Aproveito para informar aqui que o conflito sócio-ambiental, em Pendotiba, já começou.
Já começaram a roçar os terrenos lá dentro na Fazendinha, no Badú e no Sapê.
A conivência com os CRUZ NUNES parece ser grande e antiga pois a indenização ainda não foi paga, mas já estão roçando a área.
Pelo que sei na lei da desapropriação o poder público só pode entrar nas terras após a indenização. No caso em epígrafe a prefeitura já está limpando o terreno antes do pagamento, o que pode ser indício de conluio entre a Prefeitura e os CRUZ NUNES.

Vamos analisar juntos:
Observem o sobrenome da família dos desapropriados nos 07 (sete) decretos.
Uma única e exclusiva família, “CRUZ NUNES”.
Desde o tempo do pai de Jorge Roberto a relação já era mantida...
Na época em que o Sr. seu pai era governador, o secretário de Segurança era o DR. CRUZ NUNES - isso é um caso antigo.

As áreas desapropriadas apresentam os seguintes atributos ambientais: nascentes, rio, Mata Atlântica, rica fauna silvestre e morros, recebendo, em função desses atributos, a classificação de AEIA (área de especial interesse ambiental) e Zona de Restrição à ocupação Urbana, no plano diretor da prefeitura.
O que leva a administração pública a passar por cima de tudo isso? O plano diretor é como a constituição e deveria, portanto ser respeitado.
C. Crespo
OBS: Dada a importância deste assunto, como administradora desse blog, optei por reproduzir o comentário postado em comunicação

quinta-feira, 5 de agosto de 2010

comunicação

Meus caros, acabo de receber um comentário sobre a postagem que fiz recentemente sobre as desapropriações em Pendotiba..
Mas veio sem assinatura...
Embora o blog forneça a opção 'anônimo', peço que assinem o texto escrito, se não não publico!!...
E o valioso meio de expressão, conforme a pessoa falou, fica restrito à minha pessoa!!! Fraco né não?!
Torne a escrever e assine, mêo!!

quarta-feira, 4 de agosto de 2010

Qual o futuro próximo de Pendotiba?

No dia 16 de Junho deste ano o prefeito de Niterói publicou sete decretos anunciando a intenção de desapropriar uma área total de 1,6 milhões de metros quadrados na região de Pendotiba (decretos e outros documentos em anexo).

Segundo informações na imprensa, essa área seria ocupada pelo “Bairro Modelo” que, munido de infra-estrutura e equipamento urbano, abrigaria em torno de nove mil famílias em pequenos edifícios. Isto significa entre 36 mil e 45 mil novos moradores na área (perto de 10 % da população do Município).

Embora a imprensa cite a localização do “Bairro Modelo” como “no SAPÊ”, a área objeto de desapropriação abrange toda a extensão (de mata atlântica inclusive) compreendida entre o Sapê e Matapaca, e está caracterizada, no Plano Diretor de Niterói, como: “Zona de Restrição à Ocupação Urbana” e “Área de Especial Interesse Ambiental” - Morro entre a Estrada do Sapê e a Estrada do Caramujo (AEIA 25); Morro entre a Estrada do Sapê e a Estrada da Fazendinha (AEIA 26); Morro entre a Estrada da Fazendinha e a Estrada Caetano Monteiro (AEIA 27), conforme decreto 7241/95.

É de ressaltar que a região de Pendotiba é a área mais “estratégica” quanto ao impacto do COMPERJ (Itaboraí) no Município de Niterói: além da proximidade, da disponibilidade de área (VERDE) para ocupação de novos moradores, a área objeto de desapropriação permitiria ligar a RJ104 diretamente a Pendotiba e fazer ligações interessantes entre bairros.

Agora, com a duplicação da capacidade de produção da COMPERJ (de 150 mil barris diários para 330 mil barris diários), este interesse parece tornar-se ainda maior, aumentando a preocupação sobre o futuro próximo de Pendotiba...!