terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Comentário... Jorge Ramos disse:

As ações contra a desordem urbana são poucas, ineficientes e quase todas desprovidas do real interesse do bem comum. No Rio de Janeiro a população acompanha uma das promessa do prefeito eleito. O choque de ordem. Imóveis irregulares foram demolidos, população de rua recolhida, veículos multados e também, pelo menos por enquanto, um político cumprindo o que disse em campanha (por quanto tempo não se sabe). A postura em Niterói deve ser a mesma. Cabe a população participar ativamente da vida da cidade. Os espaços públicos são expropriados à luz do dia do cidadão, bem como diversas outras ilegalidades praticadas e permitidas pela omissão do poder público. Este blog é uma importante ferramenta para combater essa situação. Precisamos exigir canais eficientes de comunicação para que os moradores de bem de Niterói possam recorrer e obter uma resposta rápida dos órgãos responsáveis. Vamos em frente.

Boa inspiração!

Transparência Capixaba

Quem somos 

A Transparência Capixaba é uma entidade não-governamental sem vínculo político-partidário que visa combater a corrupção na administração pública estadual e municipal do Espírito Santo e estimular a conscientização sobre o assunto. A proposta inicial foi buscar alguma saída para resolver o problema e não esperar somente por uma ação do Estado.

Acreditamos que o combate à corrupção e a tudo o que é contrário ao interesse da população é possível a partir da união entre todos que consideram abusivas as atitudes daqueles que só buscam o seu próprio interesse.

A proposta da Transparência Capixaba consiste em dar um basta aos casos de corrupção no Espírito Santo que ficaram sem punição e muitas vezes caíram no esquecimento por falta de empenho das autoridades. No entanto, a Transparência não pretende substituir as instituições capacitadas para combater a criminalidade e a corrupção mas sim mostrar à sociedade que a administração pública pode funcionar desde que haja controle e que os cidadãos exerçam vigilância constante.

A nossa meta é resgatar a cidadania do capixaba e mostrar que falta vontade política para mudar o quadro atual. Temos a preocupação, no entanto, de evitar que pessoas usem o movimento de combate à corrupção para se promoverem. Por isso, as ações implementadas passam por decisões coletivas tomadas por um conselho da Organização (veja nossos objetivos).

Atualmente a Transparência Capixaba possui 45 filiados, porém todos estão convidados a participar. Colabore você também. Procure a ONG e poderemos atuar juntos no combate à corrupção.

http://www.transparenciacapixaba.org.br

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Transparência Capixaba - o combate à corrupção nas prefeituras do brasil

por que esta cartilha foi escrita

Este texto tem como objetivo indicar caminhos que se podem trilhar no combate à corrupção. Ele é resultado da experiência bem-sucedida da comunidade paulista de Ribeirão Bonito, da qual os autores participaram. 
O testemunho sistemático de operações e atos suspeitos por parte de autoridades de Ribeirão Bonito, encabeçadas pelo então prefeito, levaram a organização não governamental Amigos Associados de Ribeirão Bonito (a m a r r i b o ) a liderar um movimento para o monitoramento, a cobrança e a contestação de atos das autoridades municipais, buscando para isso o apoio da comunidade.
Como resultado, o prefeito da cidade renunciou para não ser cassado, foi preso, e hoje responde a diversos processos judiciais.
Ao longo dessa empreitada, os autores acumularam conhecimentos a respeito dos mecanismos empregados em fraudes municipais e dos instrumentos que se podem empregar para combatê-las.

A percepção pública é de que casos como o de Ribeirão Bonito não constituem exceção no Brasil. O acompanhamento e supervisão permanentes da conduta dos administradores públicos é uma forma essencial de controlar a corrupção. Para isso, é necessário informação.
Por isso esta cartilha foi escrita.
Na primeira parte, descrevem-se os sinais típicos da presença de corrupção numa administração municipal, como identificá-los e quais as ações possíveis para combatê-la. 
A segunda parte relata a experiência de Ribeirão Bonito. 
A parte final reúne informações sobre instituições que podem ser acionadas para se contrapor à fraude, dispositivos legais pertinentes e outros dados.
Os autores agradecem à Ateliê Editorial a oportunidade desta edição, bem como às entidades e empresas que apoiaram a publicação e se dispuseram a disseminá-la mais amplamente. Por fim, agradecem o empenho da Transparência Brasil na concretização deste projeto.
os autores

Este é um trecho que retirei da Cartilha que pode ser lida na íntegra no sítio da ONG Transparência Capixaba em 


E com a palavra... a Patrimóvel!

Mon, 5 Jan 2009 15:05:31

Prezada Senhora Cynthia,

Agradecemos o seu contato e informamos que passamos suas observações a setor responsável pela construção do stand.

Att.

Marcellus Brito

Coordenador de Atendimento

Tel.:2718-9300

O que esperar da prefeitura???

Cynthia,
Você acha que com esta velha prefeitura de Niterói, basta se indignar? O que fazer de concreto com essa mentalidade de só construir para enriquecer? Os "mesmos" estão de volta, é a turma que deu o pontapé inicial nessa coisa estúpida de prédios e mais prédios.
A nova secretaria de transporte de NY acabou de reduzir (estreitar) as ruas daquela grande cidade para aumentar as calçadas e ciclovias para abrir espaço para pedestres e ciclistas.
A crise é ambiental e de energia, precisamos humanizar as cidades e preservar a saúde..

Está em curso em Niterói a constituição de um Observatório municipal, em que se pretende acompanhar passo a passo as contas do Municipio. O primeiro passo foi solicitar à Prefeitura que aderisse ao CIAFEM da Receita Federal o que facilita em muito a prestação de contas e a transparência. O prefeito disse ser impossivel já que os computadores da prefeitura são incompativeis com os da receita...... O que esperar da prefeitura???
 Emmanoel Vieira da Silva Filho
Professor 
Depto de Geoquímica - Instituto de Química UFF

domingo, 4 de janeiro de 2009

Comentário... Luciana disse:

Olá,

estou chegando agora e fiquei entusiasmada em ver que outros niteroienses também se indignam com a falta de educação coletiva. Moro na Lemos Cunha e há muitos meses tenho tentado, sem sucesso, denunciar a barulheira e a bagunça pública que virou a minha vizinhança. Já mandei fotos e denuncias sobre a utilização das calçadas para colocação de cadeiras e mesas, além do uso de trechos da rua para o mesmo fim. Não conseguimos nem passar pela calçada. É uma tremenda cara de pau. Isso, sem falar na música alta que temos que ouvir até de madrugada, vinda de um telão colocado pelo estabelecimento em questão.
Mesmo com a denuncia e fotos tiradas do local, nunca houve nenhum tipo de interesse em contato ou verificação das infrações. Por fim, desisti de tentar contato, mas lamento muito pelo descaso .
Ainda não sei como inserir as fotos .vou tentar...