segunda-feira, 5 de outubro de 2009

Absurdos..

  • Você sabia?
Que quando um ônibus é assaltado, quem "morre" na grana é o trocador? Embora a lei diga que o empresário é quem deveria ser responsabilizado, o trocador, de fato!, não conseguirá trabalhar no dia seguinte se não assumir o prejú!....
  • Você sabia?
Já reparou que as rodas dos ônibus tem uns círculos brancos pintados? Cada um custa R$5,00... Como assim?! Assim mesmo: se o motorista ao tentar se safar de ser abalroado, por exemplo, ou em qualquer outra situação e se esbarrar com a lateral dos pneus 'apagando' os círculos, paga R$5,00 por cada!, mesmo que esteja evitando uma batida maior...
  • Você sabia?
Que quem coloca dinheiro no caixa do trocador é o próprio?! Ele coloca dinheiro do seu bolso para troco no início do seu expediente e se ressarce ao final do seu período...
  • Você sabia?
Os motoristas, de algumas linhas, acumulam atividades, não apenas dirigindo o coletivo mas também servindo de trocadores... atrapalhando não apenas o trânsito que o aguarda no ponto, mas também os passageiros que aguardam na porta por seu troco... sem falar nos que já entraram e tem que aguardar 'pacientemente' aquela inana... Agora o pior: sabia que eles não recebem absolutamente NADA a mais pelo acúmulo de serviço?!

São as 'leis' do empresariado da companhias de ônibus... e fiquei sabendo só dessas...ah e o sindicato sabe de tudo isso e é conivente!!!......... durma-se com um barulho desses...!!!

Alou vereadooooooooooreeeeessssss!!! Vão deixar tudo assim mesmo?!

segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Niterói Insustentável

A Prefeitura de Niterói insiste em cortar árvores centenárias como se estas fossem obstáculos a seus propósitos “desenvolvimentistas”. A visão ultrapassada e motorizada da administração municipal parece que objetiva aumentar a emissão de gases do efeito estufa, aumentar os engarrafamentos e diminuir o conforto térmico da população.
Amendoeiras de 20m de altura são tratadas como espécies exóticas, como se esse argumento xiita justificasse o abate das mesmas. Neste caso, 90% dos brasileiros tão “importados” como essas espécies que sombreiam e arrefecem as ilhas de calor urbanas, deveriam ser expulsos do país e aqui então só viveriam os habitantes originais dessas terras, aliás o que também não vem acontecendo pois os índios guaranis em Camboinhas, que voltaram, também vem correndo risco de serem expulsos de sua terra. Ruas com níveis de ruído muito acima do permitido pelo CONAMA e ônibus sem fiscalização a respeito da acessibilidade dos passageiros, da emissão de gases e produção de ruído também não são fiscalizados.
Mas há insistência em se plantar palmerinhas solitárias, como se esse arbusto, tão a gosto do urbanismo de Miami, tivesse alguma relação com o nosso clima. É triste ainda ver o caminho Niemeyer sem uma cobertura vegetal, nem mesmo grama, para arrefecer o calor dessas paragens.
Enfim Niterói está sendo planejada para crescer e ser vendida e não para ser habitada com qualidade e respeito aos seus cidadãos.

Louise Land B. Lomardo
Prof. Adjunto Universidade Federal Fluminense
Arquiteta - D.Sc em Planejamento Energético

sexta-feira, 11 de setembro de 2009

Agora (desde 7/2008!!!!!..) é lei em Niterói


PREFEITURA MUNICIPAL DE NITERÓI
Atos do Prefeito

Lei n° 2568, de 02 de julho de 2008.

Obriga a implantação do processo de coleta seletiva de lixo, nos estabelecimentos que menciona, e dá outras providências.
A Câmara Municipal de Niterói decreta e eu sanciono e promulgo a seguinte Lei:

Art. 1º - Os estabelecimentos abaixo listados, ficam obrigados a implantar processo de coleta seletiva de lixo no Município de Niterói:
I – os shoppings centers que possuam um número superior a 30 (trinta) estabelecimentos comerciais;
II – os hipermercados e supermercados;
III – as empresas de grande porte;
IV – os condomínios residenciais com, no mínimo, 10 (dez) habitações;
V – as escolas e universidades;
VI – as repartições públicas.

Art. 2º - Para cumprimento desta lei, os estabelecimentos deverão acondicionar, separadamente, os seguintes resíduos produzidos em suas dependências:
I – papel;
II – plástico;
III – metal;
IV – vidro;
V – material orgânico;
VI – resíduos gerais não recicláveis.
§ 1º - Os resíduos referidos neste artigo deverão ser acondicionados em lixeiras com cores diversificadas, colocadas lado
a lado, em locais de fácil acesso e visualização, nos moldes estabelecidos nas Resoluções do CONAMA.
§ 2º - Junto a cada conjunto de lixeiras deverá existir uma placa explicativa sobre seu uso e significado de suas cores, instalada em local de fácil acesso, inclusive com identificações claras e códigos lingüísticos apropriados aos deficientes visuais.

Art. 3º - O prazo para os estabelecimentos implantarem o processo de coleta seletiva do lixo previsto nesta lei é de 06 (seis) meses, contados da sua entrada em vigor.
Parágrafo único – V E TA D O.

Art. 4º - A observância das disposições estabelecidas na presente lei são de responsabilidade exclusiva de cada estabelecimento.
§1º - Havendo desobediência do disposto estabelecido na presente lei, aplicar-se-á as seguintes penalidades:
I – advertência na primeira ocorrência;
II – multa no valor de R$ 200,00 (duzentos reais), reajustada pelo indexador adotado pela municipalidade.
III – multa equivalente ao dobro do valor da anterior, em segunda reincidência;
IV – suspensão do alvará de funcionamento do estabelecimento até que se faça sanar a infração.
§2º - Caberá ao Governo Municipal, através dos seus órgãos responsáveis a fiscalização do descumprimento desta Lei, autuando os estabelecimentos que a descumprirem.

Art. 5° - Esta Lei poderá ser regulamentada para garantir sua fiel execução.

Art. 6º - Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação, revogadas as disposições em contrário.

Prefeitura Municipal de Niterói, 02 de julho de 2008.
Godofredo Pinto – Prefeito
Proj. n° 14/08 – Aut. Ver.: Rodrigo Flach Farah

Objetos que podem ser reciclados

Papel :
jornais, revistas, caixas, papelão, papel de fax, formulários de computador, folhas de caderno, cartolinas, cartões, rascunhos escritos, envelopes, fotocópias, folhetos, impressos em geral.

Metal :
Latas de alumínio como: latas de cerveja e refrigerante
latas de aço como: latas de óleo, milho, molho de tomate, latas de atum

Plástico :
Tampas, potes de alimentos (margarina), frascos, utilidades domésticas, embalagens de refrigerante, garrafas pets, recipientes para produtos de higiene e limpeza, sacos plásticos, peças de brinquedos.

Vidro :
Podem ser inteiros ou quebrados.
Tampas, potes, frascos, garrafas de bebidas, copos, embalagens.

É muito importante que esses materiais estejam limpos e secos.

Fonte: www.correiodeuberlandia.com.br

quinta-feira, 27 de agosto de 2009

Convocação Ato Cinema Icaraí Caixa de entrada X

Caros companheiros,

No próximo domingo, 30/8, às 10hs, haverá uma manifestação pelo TOMBAMENTO DEFINITIVO DO CINEMA ICARAÍ, organizado pelas entidades que compõem o "Grupo de Trabalho em defesa do Cine Icaraí".
Compareçam e divulguem, por favor...

Abraços,

Augusto Cesar Alves

presidente IAB- Instituto de Arquitetos do Brasil - Nucleo Niterói

quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Edson comenta:

Um prefeito comprometido com a indústria da construção civil só poderia fazer coisas dessa natureza. No passado recente já tentou fazer o mesmo no Campo de Sâo Bento e nesta praça e não conseguiu. Logo após sua saída da Prefeitura declarou que se arrependeu de não ter feito, pois acreditava no seu projeto de instalar garagens subterrâneas em ambos os lugares citados, já que para "ele" teria sido de grande valia para a cidade-Icaraí. Pois bem, agora aqui estamos em mais uma encruzilhada, elegemos isso que chamamos de desenvolvimento.

E agora, se paramos para pensar o até então candidato, veio a público discutir seu plano de governo, suas idéias e intenções, foi sabatinado pelos debates, creio que não. Então nos equivocamos mais uma vez e espero que em nome de uma cidade equilibrada continuemos na luta por uma cidade mais digna, mais consciente de seu papel ambiental e mais cidadã fazendo valer os nossos direitos de contribuinte.


Edson Silva
edsonps13@gmail.com

segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Qual foi desta vez?

Qual foi desta vez? Eu não tenho preconceito contra o exótico: convivo com o oriental, africano, por que não as árvores??? Quanto tempo ficaremos sem sombras aguardando que a floresta tropical cresça? Ah dá um tempo, né não?!

Da parte de um vereador ou seu staff- não faço campanha dele nem nenhum outro:

Quanto valem as nossas árvores?


"Contra o crime ambiental realizado pela Prefeitura de Niterói na Praça Getúlio Vargas

A Praça Getúlio Vargas, em Icaraí, é logradouro público de grande tradição para os moradores do local, e também para os de outros bairros, além de fazer parte de uma das áreas mais bonitas de Niterói. A Praça é freqüentada diariamente por pessoas em vários horários e por diversos motivos (lazer, descanso, etc). Com suas Amendoeiras e Bouganvilles, era um recanto de garantia um mínimo de preservação ecológica. Entretanto, a Prefeitura realizou uma “reforma” que na prática tornou-se um dos mais novos crimes ambientais em nossa cidade. Os lindos Bounganvilles foram suprimidos, inúmeras árvores frondosas foram arrancadas, e Amendoeiras derrubadas. Sem nenhuma explicação, sem nenhum diálogo com a população. Em São Francisco, os cidadãos não permitiram a derrubada das amendoeiras, mas no dia seguinte a Prefeitura arrancou as árvores, realizando um golpe contra a natureza. A vontade popular foi desrespeitada. Somos a favor da sobra natural e prazerosa das árvores, e não meramente de lonas ou toldos plásticos e artificiais.

Também na última semana, uma senhora chegou a chorar relatando ao Vereador Renatinho (PSOL), na esquina na qual atende a população, a destruição de várias amendoeiras que ela tinha plantado há mais de 20 anos atrás, para as crianças. As árvores, além de preservar a natureza, garantem uma sombra gostosa que protege do sol escaldante, e mantém as crianças, jovens e idosas em um ambiente fraterno, que possibilita uma maior consciência ecológica. Infelizmente, a Prefeitura surpreendeu os cidadãos Niteroienses, realizando este grande ataque. O que está por trás da retirada dessas árvores? Esperamos que não seja a
“viabilização”, no futuro, da famigerada proposta da construção de uma “garagem subterrânea” na Praça ou no seu entorno. Somos a favor do transporte de massa, e não de uma nova garagem que só induz a população a utilizar mais carros, piorando o trânsito e poluindo o ambiente. Não nos furtaremos, mais uma vez, a defender a população e a cidade de Niterói."

quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Vejam iniciativa da Estônia


Na Estônia, em 2008, a partir da iniciativa de algumas pessoas, foi possível limpar TODO o lixo do país. Eles conseguiram reunir, de forma inédita, profissionais de várias áreas, órgãos públicos, empresas, ongs e 40000 voluntários. A ação final foi a limpeza, em um só dia, de todo o lixo do país!

Vejam em 5 minutos como foi em: http://www.youtube.com/watch?v=T7GzfMD6LHs

Depois mandamos tudo pra Inglaterra!!! hahaha...

quinta-feira, 30 de julho de 2009

Nem só de reclamações vive o homem, nem a mulher!

Olhem que coisa surpreendente!!
Tem um mega vazamento de água na esquina da Pereira da Silva com Mem de Sá... é sempre uma área molhada..eles vêm, consertam, mal!, e continua um pouco molhada...
Mas hoje tá um rio!!!!...
Busquei na web o telefone da Aguas de Niterói... e o 0800 7231222 tava ocupado.
Resolvi mandar um email enquanto esperava "desentupir" o telefone deles...
Enquanto isso recebi um telefonema...Pasmem!
Era da Aguas de Niteroi!!!
Tinham acabado de receber meu email, onde pedem o número do telefone do reclamante e - devia ter no máximo uns 10 min!! - queriam saber que número da Rua Mem de Sá era o vazamento...
Fiquei espantada com a rapidez e depois vi que também tinha um email resposta com o numero da minha correspondência pra eles.
E falei pra mulher, já quase brigando!, que "eu falei na esquina de Pereira com Mem de Sá, e esquina é esquina, oras!!!...quando os caras vierem de carro e começarem a descer a Pereira da Silva, pós Av. Roberto Silveira, vão ver, já tem um rio correndo.. e vê se fazem um serviço decente porque a região VIVE molhada!!"
Coitada da atendente... como fui desatenciosa e mal educada!!!
Mas fiquei feliz com o surpreendente retorno...
Escrevo pra continuar com minha campanha "reclamem sim!", às vezes adianta!
Agora resta acompanhar o conserto...

terça-feira, 7 de abril de 2009

Barcas S/A outra vez! Esse problema é antigo..

Formulário SAC Barcas S/A submetido em 12/8/2008 às 10h38min10s

Categoria : Reclamação

Mensagem : Senhores,

É triste depender dos serviços oferecidos por esta empresa. Fico revoltado por ser tratado de forma tão humilhante, dia após dia e não enxergar "luz no fim do túnel". É duro constatar que a AGETRANSP também não faz nada para punir seus maus serviços, seja por incompetência ou por conveniência, não sei.

A falta de respeito é generalizada.

No dia 12/08 cheguei à estação NIterói às 8:15. Após enfrentar uma fila enorme e ser embarcado em uma das barcas antigas, conseguí chegar à Praça XV, uma hora depois.

Atracamos por cabos, em condição de extrema insegurança, por falta de estrutura adequada para atracação.

Alguns passageiros forma reclamar e solicitar o dinheiro de volta. Fomos tratados como "porcos" pelos seguranças e a polícia também não nos ajudou.

A Barcas S.A é uma vergonha para o Estado do Rio de Janeiro. Até quando vocês colocarão o lucro acima de tudo?

Nome : Vitor Monteiro Cabral

data : 12/08/2008

local ocorrencia : estação Praça XV

horário ocorrência : 9:15


Resposta da Empresa

From: sac@barcas-sa.com.br

Date: Tue, 12 Aug 2008 14:47:57 

R: Prezado Senhor Vitor,

Sendo a empresa, uma concessionária de transporte aquaviário, enfrentamos problemas não observados em outros meios de transporte público. Fatores como tempo, tráfego e lixo na Baía de Guanabara, influem diretamente na dinâmica operacional das embarcações.

Vale esclarecer no entanto que a criação do CCO (Centro de Controle Operacional) e a fixação dos quadros de horário nas estações demonstram o empenho da concessionária em minimizar o impacto dos fatores externos.

Realmente temos enfrentado problemas com as questões das filas nas estações. Informamos que a finalização dos novos atracadouros, proporcionando o embarque simultâneo de duas embarcações, deve equacionar substancialmente essas ocorrências.

Salientamos que tivemos problemas operacionais na manhã desta terça, prezando pela segurança dos nossos usuários, passamos os intervalos para 15 minutos, o que gerou um tempo maior de espera.

Esclarecemos que todas as embarcações tradicionais passarão por reformas e oferecem total segurança aos usuários.

Em nossa última pesquisa de opinião tivemos mais de 70% dos nossos clientes, em Niterói, avaliando a questão das filas entre regular e excelente. Reiteramos que estamos somando esforços para minimizar tais fatos. As obras de readequação das estações também irão ser fundamentais para otimização dos problemas referidos pelo senhor.

 Agradecemos o contato e as críticas educadas e pontuais, afirmando nossa intenção em criar uma agenda positiva com os clientes, fundamental para nosso desenvolvimento.

 Atenciosamente,

SAC - Serviço de Atendimento a Cliente

Barcas S/A

Gabriel Mattos

Estagiário - Assessoria de Marketing

Barcas S/A - Praça XV de Novembro, 34 - 9º andar

Centro - Rio de Janeiro - RJ - cep:20.010-010

Tel: 21- 2232-2482

sac@barcas-sa.com.br - www.barcas-sa.com.br

SAC - Serviço de Atendimento a Cliente

Barcas S/A

segunda-feira, 6 de abril de 2009

Ajudem a divulgar o ATO do CINEMA ICARAI.
 
DIA 19 de Abril (Domingo)
 
10 da manhã
 
LOCAL: CINEMA ICARAÍ

AOS CIDADÃOS NITEROIENSES

O CINEMA ICARAI, foi tornado PATRIMÔNIO CULTURAL DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO em 26 de novembro de 2008, por ato do Governo Estadual, através do INEPAC (Instituto Estadual do Patrimônio Artístico e Cultural), atendendo a solicitação do IAB / RJ – Núcleo do Leste Metropolitano sensibilizado pelo Movimento dos moradores da cidade em defesa da manutenção do Cinema, iniciado no ano de 2006. Neste ano o cinema foi fechado e negociado com uma empresa do mercado imobiliário de Niterói, que intencionava construir em seu lugar um empreendimento imobiliário com shopping nos andares inferiores e prédio de quatorze andares em seu interior, mantendo exclusivamente, como “reminiscência”, a fachada do Cinema voltada para a Praia de Icaraí.

Porém o ato de Tombamento Estadual, não está sendo suficiente para resguardar o Cinema do desejo do capital imobiliário de transformar todas as construções da Cidade em edificações que retirem a máxima rentabilidade da multiplicação do solo urbano, desconsiderando valores culturais e referências históricas da população. Precisamos cobrar da administração pública uma intervenção em favor da permanência do Cinema Icaraí, como Símbolo Cultural do Niteroiense, transformando-o em um Centro de Cultura de Cinema para a Cidade.


NÚCLEO LESTE METROPOLITANO DO INSTITUTO DE ARQUITETOS DO BRASIL – DPTO. DO RIO DE JANEIRO. 

Atenciosamente,
 
Daniel Sousa

quarta-feira, 1 de abril de 2009

CPI das Barcas

Prezado Deputado Gilberto Palmares, presidente da CPI

Grato pelo retorno.
 
e.t.: pelo que soube, algo foi conquistado, pois as lanchas da madrugada voltarão a circular, é fato ?
 
sds,
FFA
 
 
-------Mensagem original-------
 
Data: 1/4/2009 15:38:28
Para: FFALMEIDA
Assunto: cpi das barcas
 

CPI OUVE USUÁRIOS NESTA QUINTA, DIA 02/04 


Depois de ouvir o secretário de Transportes, o presidente da Agetransp e o principal acionista de Barcas S/A, a CPI das Barcas ouvirá quem mais entende do serviço: os usuários. Na sessão desta quinta-feira, que começa às 13h30, serão ouvidos passageiros que fazem a travessia Rio-Paquetá, Rio-Niterói e Rio-Cocotá.  Além deles, também será ouvido um dos passageiros que foram vítimas da queda da rampa de atracação de Paquetá, em novembro do ano passado. Embora Barcas S/A tenha informado inicialmente que não havia feridos com gravidade, a CPI descobriu dois casos de passageiros que sofrerão seqüelas permanentes. 
A partir do sábado, dia 04/04, a CPI das Barcas também começa a realizar audiências públicas para ouvir a população. A primeira será em Paquetá, no dia 04, às 10 horas, no Iate Club. No dia 06, segunda-feira, será a vez de Niterói, com audiência na Câmara Municipal (Rua Feliciano Sodré, 100 – Centro), às 18 horas. No dia 29/04 a CPI ouvirá os moradores da Ilha Grande em audiência na Vila do Abrahão. Também está programada uma audiência em São Gonçalo. 

Gilberto Palmares, presidente da CPI

Colaboração de EA: Ainda bem que o cara não repetiu o "feito"...

Imagine que a agencia de automóveis ali da esquina da Gavião Peixoto com a Av. Sete...
Eles simplesmente estacionavam a "promoção" do mês NA ESQUINA!!...no espaço da calçada em cima das rampas para deficientes, pintadas de amarelo... e travando o acesso para todos, deficientes e não deficientes... e ainda colocavam bolinhas de gás presas no 'carrinho', que no caso era uma enorme Pajero Mitsubishi, aquelas peruas-caminhões de luxo... sendo que toooda a calçada ficava ocupada e as pessoas se esgueiravam entre o carro e o poste, ou desciam no asfalto... 
Falei com eles uma vez e eles tornaram a colocar a segunda... entrei e falei de novo já estressado, avisando que "não estou pedindo favor nenhum, etc...é errado, e tira essa p*@% daí! Vou chamar alguém, vai dar problema, etc"...
Não puseram mais, até agora pelo menos! Parece que reclamar funciona...
É isso. 
EA

Valeu pela colaboração... que sirva de estímulo para "acordarmos" e nos darmos conta que podemos de alguma forma, e há formas!, cada um com seu jeitinho..., de não ficar à mercê de todos os desmandos  que andam por aí. Obrigada, C

quarta-feira, 25 de março de 2009

Resposta/continuação à carta de Chico para mais vizinhos

Paulo / Sérgio
Não dá para fazermos nada quanto a isso?
Os imóveis do bloco III estão sendo muito desvalorizados por conta do "São Vicente Hall" e, ultimamente, do "São Vicente Futebol Clube".
Será que a irmandade pode alugar as dependências do colégio para estas atividades? Paga impostos municipais, estaduais e federais sobre estas receitas? Deposita no ECAD os direitos autorais das músicas que toca? Sofre fiscalização do Ministério do Trabalho? da Vigilância Sanitária? Tem esquema de emergência, extintores, sprinklers, etc., aprovados e regularmente
vistoriados pelos bombeiros?
E a Prefeitura de Niterói, não tem que ser avisada com antecedência desses eventos, por conta da baderna que é feita no trânsito da Miguel de Frias?
São apenas alguns argumentos para um início de conversação ...
Abraço,
I.

Bem Vindo, Chico!

Olá Cynthia,
   é com prazer que vejo que temos ainda um "canal aberto" onde poderemos colocar nossas solicitações para infelicidade de alguns que torcem para que permaneçamos cegos, surdos e mudos, ou meio que mortos-vivos a perambular pela cidade "deles" sem incomodá-los.
 
Gostei muito de ver o blog, e digo isso não por que vi uma reclamação que fiz junto a Barcas e que nosso amigo Eder Accorsi muito pertinente e gentilmente repassou pro "seu" blog, pois a briga não é minha, a briga é nossa.
 
Aproveito a oportunidade (e o espaço) e gostaria de solicitar a vc que publicasse um outro desabafo meu que é junto ao Colégio São Vicente de Paulo, colégio este vizinho ao prédio onde moro (Rua Miguel de Frias 77 Bloco 3 apto 403) sobre o excesso de barulho oriundo do citado colégio.
 
Vou anexar a este e-mail alguns documentos que possuo sobre este pleito que fiz ao Ministério Público, pois dei entrada (no MP) em nov./2004 e depois de 2 anos recebi a resposta do mesmo de que eu deveria ter entrada c/ um "processo" não em meu nome mas sim em nome do condomínio onde resido.
 
Por que isso? Nem tudo, qdo é nossa vez de reclamar, é pra ser entendido, pois as instituições no Brasil (e veja que no caso é uma instituição de ensino, e até ligada a igreja católica, não é uma academia de ginástica ou bar) são as que detêm o poder e ditam as regras de como a justiça deve funcionar ou atuar, e a nós cidadãos-pagadores-de-impostos cabe apenas o papel de lamentarmos nas rodas de bares, nas praias, e de preferência sem estarmos ligados a nenhuma organização que nos defenda desse estado caótico que nos cerca.
 
Se vc publicasse ficaria muitíssimo agradecido e repito, o ganho é de toda a comunidade, na ocasião adicionei ao meu "processo" no MP um abaixo-assinado dos prédios vizinhos ao meu, mas foi tudo em vão, nossa justiça não está do nosso lado ou não funciona para nos defender (minha solicitação junto ao MP, como disse acima, era sobre o barulho excessivo que o dito colégio SVP emite de sua quadra coberta, via encontros de corais, cultos religiosos, festa julinas, etc numa altura de som capaz de fazer inveja aos Rolling Stones, etc, etc).
 
Pois bem havia temporariamente "jogado" a tolha com relação a essa "briga" com o colégio em questão qdo vc veio hoje me apresentar este blog (luz no fim do túnel).
 
Outrossim, estou te enviando um e-mail que enviei pra um vizinho do condomínio onde moro e que solicito ajuda nessa "batalha" junto ao colégio São Vicente de Paulo e onde anexei "em pdf" um arquivo contando toda a história desde de nov/2004.
 
Finalizando, acabei de receber a pouco um e-mail seu falando do grupo que vc está formando, mas não consegui acessar, talvez por limitação de conhecimento dos meus dois neurônios, mas de qq forma me considere pertencente ao grupo, ok ?!
 
Grande abraço, sucesso e vida longa no blog ou no nosso grupo "Desabafos Niteroienses".
 
Chico

1 COMENTÁRIOS:

Cynthia disse...

Oi Chico! Bem vindo!!!
Olhe, primeiro agradeço sua participação.
Segundo, não tenho a pretensão que este blog seja luz no fim de túnel... quem sabe uma lanterninha?!
Como diz um amigo: Oremos!

Que tal uma campanha de divulgação disso??

Em 2030 apenas metade da população mundial terá acesso à água potável...daqui a vinte e um anos..já pensou nisso?! Que você tá fazendo a respeito?!...

sábado, 14 de março de 2009

Encaminhado por leitor deste blog, EA: A vergonha das Barcas Rio - Niterói

"AS BARCAS S/A: Até onde vão tratar os cidadãos dessa maneira ??!! 

Até qdo quem paga impostos e a passagem será tratado com respeito e dignidade ?? 
Será que de fato existe algum orgão público e privado a quem podemos recorrer ?? 
Será que estão querendo reviver os piores (ou bons) momentos da nossa história e relembremos a história dos Carreteiros ?? 
Será que estão querendo nos testar, pra ver até onde suportamos esse descaso das Barcas S/A, a nos tratar da maneira que estão nos tratando, a todos os usúarios ?? 
Um calor insuportável dentro desses botes-catamaras-novos, que foram feitos pra serem operados com ar-condicionado e não são usados !! 
Esses "currais" que se transformaram as estações das barcas !! 
Qto tempo ainda vamos ficar assistindo a isso tudo sem que todas as autoridades envolvidas (agencia, marinha, capitania de portos, etc. etc) façam qq coisa para que essa empresa que administra essa concessão seja multada e/ou definitivamente perca a concessão ou melhore os serviços prestados ???
Até qdo ????
Será que estão esperando que haja 1001 reclamações ?? 1001 acidentes ?? 1001 atrasos ?? E/ou 1001 desmaios ??
Será que nossos políticos e governantes já usaram alguma vez na vida as barcas s/a ?? 
Ou só se limitam a usar seus carros blindados ??

 
Que país miserável e cruel fui nascer !? 
 Grato. 
Por qq coisa que se faça, e não me surpreenderei se nada for feito !!

FFA - um cidadão-cliente comum, igual a tantos outros, que já não tem muitas esperanças de que as coisas um dia irão mudar nesse país, ou nessa coisa que insistimos em chamar de país, pelo menos no seu tempo, durante sua vida!"



RESPOSTA //
Para: FFA
Data: Thursday, 05 De March De 2009 09:44
Assunto: Re: A vergonha das Barcas Rio - Niterói

Sr. F
Sua revolta é perfeitamente compreensivel. Justamente por conhecer os problemas vividos pelos usuários e a necessidade de dar uma solução a eles é que o deputado Gilberto Palmares propôs a criação da CPI das Barcas. A manifestação dos usuários é fundamental para auxiliar os trabalhos da CPI. O deputado agradece a sua colaboração e espera contar com novas sugestões. 
Cordialmente 
Rosa Leal, assessoria de comunicação



O RETORNO DO RECLAMANTE:
"Sra. Rosa Leal / Excelentíssimo Deputado Sr. Gilbert Palmares,

Grato pelo pronto retorno, e por favor, queira desculpar o tamanho da letra, mas ele denuncia, por si só, toda indignação, sofrimento, angústia e desamparo a que estamos submetidos, e mais do que isso, a dura realidade de sermos apenas, e tão somente, pagadores de impostos, sem nenhuma contra-partida, pois querem que paguemos e fiquemos conformados c/ todas as péssimas condições ofertadas, da "pioria" do "novo serviço", dos 1001 desconfortos, dos 1001 problemas, do calor insuportável interno das estações/catamarãs (o engraçado é que chegamos a ter saudades das velhas barcas, que também apresentavam vários problemas de segurança (o radar não funcionava direito, várias vezes ficou a deriva, a travessia era demorada, o projeto era super-hiper-antigo, vez em qdo havia super-lotação, etc).

O que nos inconforma é que nada do que acontece incomoda ao "prestador de serviço", que segue sua vida-sem-nenhuma-ética, c/ toda tranquilidade desse mundo, mesmo c/ as faltas de responsabilidades, c/ os descasos, sabedores que estão e são "O Poder", estão "em parceria" com quem manda, ficarão (e estão) impunes a tudo e a todos. Afinal nos parece que "favore$" e "amizade$" garantem tal conduta, ou pelo menos explicam a impunidade. E pelo nosso lado, o dos "mais fracos", o dos "desunidos", o dos "descamisados", dos "bóias-frias", dos "manés e zés", dos "humildes", dos "simples", do "povão", dos que frequentam o "chão-de-fábrica", não virá nenhuma reação, ou pleito que faça o "Sr. prestador de serviço" apresentar um serviço c/ + qualidade, + seguro e rápido, pois isso faria c/ que seu lucro deixasse de ser exorbitante e passasse a ser somente um bom lucro, mas isso não interessa, não é um "bom negócio", pois "bom negócio" é qdo se tem um "lucro exorbitante", c/ "zero de contra-partida".

atenciosamente,
FFA - classificado (por "eles") como "usuário topa tudo".

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

Niterói desapropria áreas para alargar ruas

Deu n'O Globo por Gilson Monteiro dia 11fev

A desapropriação em caráter urgente de terrenos e benfeitorias atingidos pelo Plano de Alinhamento de ruas e avenidas de Niterói está publicada no Diário Oficial de hoje, em decreto do prefeito Jorge Roberto Silveira. Com isso, a prefeitura vai poder alargar vias importantes para o trânsito da cidade, no Centro e em Icaraí.

As propriedades atingidas pelo decreto estão nas áreas definidas pela lei 1.595/97, que prevê novos alinhamentos no prolongamento da avenida Ari Parreiras, no Vital Brazil; na embocadura dos túneis Roberto Silveira e Raul Veiga, em Icaraí; na avenida Amaral Peixoto, entre a rua Evaristo da Veiga e a avenida Marquês do Paraná; rua Dr. Celestino, no trecho entre as ruas Manuel de Abreu e Marquês do Paraná; e rua da Conceição, entre as ruas Maestro Felício Toledo e Visconde de Sepetiba, no Centro. 

Na Região Oceânica, a lei 1.595 já previra a exigência de recuos no polígono delimitado pela
avenida Ewerton Xavier, avenida Professora Romanda Gonçalves e a estrada Francisco da Cruz Nunes, além de outras vias relacionadas no anexo II dessa lei de 1997.

As indenizações dos imóveis desapropriados serão apuradas, ainda, pela Comissão de Avaliação da Municipalidade, em processo administrativo próprio, conforme define o decreto publicado hoje.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Antes tarde do que nunca: Resposta da PMN a email de uma colaboradora em 28dez2008


From: 
Secretaria Municipal de Urbanismo e Controle Urbano de Niterói<urbanismo@niteroi.rj.gov.br>
Date: 2009/2/11
Subject: Stand de vendas - Mem de Sá

Prezada senhora,
 
em resposta ao e-mail de 28/12/2008, temos a informar que foi aprovado através do processo080/005234/2008 a instalação do stand de vendas para o empreendimento a ser construído na rua Mem de Sá, nº 140.
 
Após vistoria constatou-se as irregularidades apontadas em seu e-mail-denúncia que foram sanadas após contato com os responsáveis pelo empreendimento. Quanto a sitada obstrução de parte do passeio, o empachamento, como é conhecido este tipo de obstrução, foi aprovado com base na legislação vigente, lembrando que o stand de vendas é uma construção temporária e que segundo o nosso entendimento não chega a causar transtorno no passeio em função do volume de trânsito de pedestres neste local.
 
 
Atenciosamente,
 
Daniel Tortato
Secretaria Municipal de Urbanismo e Controle Urbano de Niterói

quarta-feira, 14 de janeiro de 2009

Aí galera: reclamar adianta!!!

Acabo de passar em frente ao referido stand que motivou esta história toda, na Rua Mem de Sá 140, e... meus amigos, pasmem!...
mas estão trocando a porta de entrada e fazendo-a abrir para dentro, comme il faut!! 
E assim, suponho!, sai a jardineira, que por sinal eles já tinham colocado um "pitoco" de trânsito sobre a mesma para faze-la mais notável aos transeuntes. 
Obrigada Patrimóvel! ou... não fizeram mais do que a obrigação? Obrigada, ganha a população!

Agora, meu pedido à Prefeitura de remoção do segundo pilar metálico, só foi ontem, dia 13, encaminhado pela Ouvidoria para "Posturas"... e segundo a atendente ao telefone, devo aguardar alguma resposta num prazo de 15 dias... Aguardemos!

Ouvidoria da PMN

Por algum motivo que não me ocorre, o link da Ouvidoria saiu do site...!!! E a atendente Leda não soube explicar, também surpresa... pediu para eu ligar/entrar de novo no site mais tarde.
Entrando no site da PMN e clicando sobre autarquias, aparecem os dados do novo ouvidor e telefones, possivelmente do gabinete... 
Consta da listagem aí do lado direito.

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Operação Araribóia

Vocês sabiam que há um serviço do Governo do Estado em parceria com a Prefeitura de Niterói que se chama Operação Araribóia?
Trata-se de uma operação de choque (palavras da atendente ao telefone) que funciona em Icaraí contra irregularidades, tais como:
camelôs, menores infratores, moradores de rua, flanelinhas, ocupação irregular de calçadas etc etc.
Os fiscais funcionam inclusive à noite. Portanto basta mandar um email ou telefonar (horário de funcionamento das 9 às 18h) que a fiscalização irá se munir dos demais orgãos competentes da Prefeitura e visitará o local para constar a irregularidade e tomar as medidas cabíveis!

O serviço atende por email:
 arariboia@segov.rj.gov e/ou pelo telefone 2620-7629

terça-feira, 6 de janeiro de 2009

Comentário... Jorge Ramos disse:

As ações contra a desordem urbana são poucas, ineficientes e quase todas desprovidas do real interesse do bem comum. No Rio de Janeiro a população acompanha uma das promessa do prefeito eleito. O choque de ordem. Imóveis irregulares foram demolidos, população de rua recolhida, veículos multados e também, pelo menos por enquanto, um político cumprindo o que disse em campanha (por quanto tempo não se sabe). A postura em Niterói deve ser a mesma. Cabe a população participar ativamente da vida da cidade. Os espaços públicos são expropriados à luz do dia do cidadão, bem como diversas outras ilegalidades praticadas e permitidas pela omissão do poder público. Este blog é uma importante ferramenta para combater essa situação. Precisamos exigir canais eficientes de comunicação para que os moradores de bem de Niterói possam recorrer e obter uma resposta rápida dos órgãos responsáveis. Vamos em frente.

Boa inspiração!

Transparência Capixaba

Quem somos 

A Transparência Capixaba é uma entidade não-governamental sem vínculo político-partidário que visa combater a corrupção na administração pública estadual e municipal do Espírito Santo e estimular a conscientização sobre o assunto. A proposta inicial foi buscar alguma saída para resolver o problema e não esperar somente por uma ação do Estado.

Acreditamos que o combate à corrupção e a tudo o que é contrário ao interesse da população é possível a partir da união entre todos que consideram abusivas as atitudes daqueles que só buscam o seu próprio interesse.

A proposta da Transparência Capixaba consiste em dar um basta aos casos de corrupção no Espírito Santo que ficaram sem punição e muitas vezes caíram no esquecimento por falta de empenho das autoridades. No entanto, a Transparência não pretende substituir as instituições capacitadas para combater a criminalidade e a corrupção mas sim mostrar à sociedade que a administração pública pode funcionar desde que haja controle e que os cidadãos exerçam vigilância constante.

A nossa meta é resgatar a cidadania do capixaba e mostrar que falta vontade política para mudar o quadro atual. Temos a preocupação, no entanto, de evitar que pessoas usem o movimento de combate à corrupção para se promoverem. Por isso, as ações implementadas passam por decisões coletivas tomadas por um conselho da Organização (veja nossos objetivos).

Atualmente a Transparência Capixaba possui 45 filiados, porém todos estão convidados a participar. Colabore você também. Procure a ONG e poderemos atuar juntos no combate à corrupção.

http://www.transparenciacapixaba.org.br

segunda-feira, 5 de janeiro de 2009

Transparência Capixaba - o combate à corrupção nas prefeituras do brasil

por que esta cartilha foi escrita

Este texto tem como objetivo indicar caminhos que se podem trilhar no combate à corrupção. Ele é resultado da experiência bem-sucedida da comunidade paulista de Ribeirão Bonito, da qual os autores participaram. 
O testemunho sistemático de operações e atos suspeitos por parte de autoridades de Ribeirão Bonito, encabeçadas pelo então prefeito, levaram a organização não governamental Amigos Associados de Ribeirão Bonito (a m a r r i b o ) a liderar um movimento para o monitoramento, a cobrança e a contestação de atos das autoridades municipais, buscando para isso o apoio da comunidade.
Como resultado, o prefeito da cidade renunciou para não ser cassado, foi preso, e hoje responde a diversos processos judiciais.
Ao longo dessa empreitada, os autores acumularam conhecimentos a respeito dos mecanismos empregados em fraudes municipais e dos instrumentos que se podem empregar para combatê-las.

A percepção pública é de que casos como o de Ribeirão Bonito não constituem exceção no Brasil. O acompanhamento e supervisão permanentes da conduta dos administradores públicos é uma forma essencial de controlar a corrupção. Para isso, é necessário informação.
Por isso esta cartilha foi escrita.
Na primeira parte, descrevem-se os sinais típicos da presença de corrupção numa administração municipal, como identificá-los e quais as ações possíveis para combatê-la. 
A segunda parte relata a experiência de Ribeirão Bonito. 
A parte final reúne informações sobre instituições que podem ser acionadas para se contrapor à fraude, dispositivos legais pertinentes e outros dados.
Os autores agradecem à Ateliê Editorial a oportunidade desta edição, bem como às entidades e empresas que apoiaram a publicação e se dispuseram a disseminá-la mais amplamente. Por fim, agradecem o empenho da Transparência Brasil na concretização deste projeto.
os autores

Este é um trecho que retirei da Cartilha que pode ser lida na íntegra no sítio da ONG Transparência Capixaba em 


E com a palavra... a Patrimóvel!

Mon, 5 Jan 2009 15:05:31

Prezada Senhora Cynthia,

Agradecemos o seu contato e informamos que passamos suas observações a setor responsável pela construção do stand.

Att.

Marcellus Brito

Coordenador de Atendimento

Tel.:2718-9300

O que esperar da prefeitura???

Cynthia,
Você acha que com esta velha prefeitura de Niterói, basta se indignar? O que fazer de concreto com essa mentalidade de só construir para enriquecer? Os "mesmos" estão de volta, é a turma que deu o pontapé inicial nessa coisa estúpida de prédios e mais prédios.
A nova secretaria de transporte de NY acabou de reduzir (estreitar) as ruas daquela grande cidade para aumentar as calçadas e ciclovias para abrir espaço para pedestres e ciclistas.
A crise é ambiental e de energia, precisamos humanizar as cidades e preservar a saúde..

Está em curso em Niterói a constituição de um Observatório municipal, em que se pretende acompanhar passo a passo as contas do Municipio. O primeiro passo foi solicitar à Prefeitura que aderisse ao CIAFEM da Receita Federal o que facilita em muito a prestação de contas e a transparência. O prefeito disse ser impossivel já que os computadores da prefeitura são incompativeis com os da receita...... O que esperar da prefeitura???
 Emmanoel Vieira da Silva Filho
Professor 
Depto de Geoquímica - Instituto de Química UFF

domingo, 4 de janeiro de 2009

Comentário... Luciana disse:

Olá,

estou chegando agora e fiquei entusiasmada em ver que outros niteroienses também se indignam com a falta de educação coletiva. Moro na Lemos Cunha e há muitos meses tenho tentado, sem sucesso, denunciar a barulheira e a bagunça pública que virou a minha vizinhança. Já mandei fotos e denuncias sobre a utilização das calçadas para colocação de cadeiras e mesas, além do uso de trechos da rua para o mesmo fim. Não conseguimos nem passar pela calçada. É uma tremenda cara de pau. Isso, sem falar na música alta que temos que ouvir até de madrugada, vinda de um telão colocado pelo estabelecimento em questão.
Mesmo com a denuncia e fotos tiradas do local, nunca houve nenhum tipo de interesse em contato ou verificação das infrações. Por fim, desisti de tentar contato, mas lamento muito pelo descaso .
Ainda não sei como inserir as fotos .vou tentar...

quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

Que mais?...

  • Lixo... que problema!... Não falo do grande lixo não, falo do lixo que vemos todo dia alguém jogando qualquer coisa no chão... Que fazer?
  • Os cigarros jogados acesos pela janela dos edifícios? Outro dia caiu um bem na minha frente em plena R. Tavares de Macedo... É extremamente perigoso!
  • E o trânsito, turma?!... Nem me fale...
  • E os carros da agências de automóveis estacionados nas calçadas? que tal? experimentem andar a pé pela R. Dr Celestino...
  • E os cachorros sujando o chão e seus donos sem recolher? Hoje fiquei encarando duas senhoras com seu cachorrinho..."vai ficar assim? perguntei, -"Vou ali pegar o saquinho..." É claro que alguém pisou! Não fiquei esperando pra ver, mas aquela senhora vai pensar 2 vezes antes de sair de novo com seu cãozinho sem saquinho!!.. pretensão minha?!... talvez.

Aguardo suas observações e seus desabafos...
Algo tem que acontecer...

PS Vocês sabiam que se escreverem para a ouvidoria de Niterói - pelo site - algumas coisas são solucionadas? 

Elocubrando...

Tava eu aqui pensando... 
Que que vocês acham, 
diga aí ô Edson!,
se enviarmos cartas para as portarias dos edifícios ao redor - e pedindo que coloquem nos elevadores, ou nas caixas de correio - alertando os moradores para o que talvez não saibam? 
...Que não é permitido construir sobre calçadas, que portas não devem abrir para fora, etc etc e deixar que divaguem sobre como deverá ser a construção deste novo empreendimento se já começa assim?!... 
Aguardo.

comentário de Edson em 31 dez

Sou morador da Mem de Sá, e fiquei negativamente surpreso com tamanho afronto a que somos submetidos. O código de posturas sendo desreipetado e tô nem aí. Bem diz a Patrimovel.
O que me pergunto é como e de que modo a Prefeitura que fiscaliza ou deveria fiscalizar libera tal circunstância. É no mínimo suspeito que uma empresa tão remonada e respeitada pelos niteroienses não se preocupe: 
1) Com o bem estar das pessoas que são ou serão seus clientes. 
2) Que planta é essa que foi autorizada, prejudicando os transeuntes. 
3) Como não me se preocupa com imagem que estão passando de desrespeito, podendo até ser mencionado "favorecimento" por liberações dessa obra de forma inescrupulosas ou até quem sabe corrupta. 
Por fim, risco de imagem, risco político. Será que a Patrimóvel tão renomada e afamada não se preocupa com isso?
Bem é só, prefiro não comentar mais. No entanto lamento que a respeito, escrupulos e ética não andem de mãos dados.
Edson



Obrigada Edson!
Enviei o seguinte email à Patrimóvel dia 30dez.

Prezados Senhores,
Gostaria de perguntar primeiro quem é o responsável pelo construção dos stand's de vendas, a construtora ou a corretora, no caso a Patrimóvel?

Pergunto porque  sou moradora de Icaraí e vinha observando a construção de um stand de vendas que fere a lei municipal que proíbe a construção nas calçadas. O dito stand à rua Mem de Sá 140 teve um de seus pilares e respectiva laje de piso deslocados para o limite do terreno, que bom!, mas não entendi porque mantiveram um pilar que avança aproximadamente um metro sobre a calçada?
O terreno é enorme, não sei o que poderia justificar o avanço do triângulo sobre a calçada, além de reduzir o espaço dos pedestres....podendo inclusive provocar acidentes!
A porta do stand abre para fora - porque não fizeram a porta abrir para dentro???? Não tinham arquiteto??? - e colocaram uma jardineira transversalmente na calçada, suponho que para evitar que a porta seja aberta sobre algum transeunte. 
Será que ninguém pensou nisso? Será que não há um responsável, um profissional desta empresa que veja o absurdo que mostram ali? E se alguém cair, vão só pedir desculpas?
Como cidadã gostaria de alerta-los o quanto "pega mal" já num mero stand de vendas se observar tantas infrações...fico logo imaginando quantas outras não ocorrerão na construção do prédio propriamente dito se na construção do stand já se foi tão descuidado com a população, com os pedestres... Eu nunca compraria um apartamento ali, pois a propaganda é péssima.
Qualquer arquiteto de porta de botequim sabe que portas abrem para dentro dos compartimentos!, e que não se constrói sobre o alinhamento da calçada. 
E as árvores, pobres árvores, cimentaram tudo em volta!!... é bem verdade que uma delas está raquítica, aparentemente à beira da morte, mas não seria mais correto pedir um laudo do Ibama e respectiva autorização para derrubá-la caso fosse isso que recomendasse o IBAMA, ou respeitar suas raízes caso ela ainda tenha possibilidade de vida?

A propaganda subliminar da Patrimóvel neste imóvel e da respectiva construtora está sendo a pior possível..
Isso pra não falar além da faixa amarela e preta de plástico que fica rente à linha do meio fio - suponho que aguardando quando algo na futura obra exija o deslocamento temporário da calçada para a rua - impedindo que alguém atravesse a rua e alcance a calçada na frente do dito terreno. Que propaganda feia!!!

Devo informar que venho alertando a todos que por ali passam, e amigos em geral, que ainda não perceberam o descalabro da construção impensada daquele stand. Se vocês não se preocupam com a qualidade de vida na cidade, eu me preocupo e tenho feito aliança com as bobagens que voces vem mostrando no caso desse stand. 
Isso sem falar dos canteiros de obras nas ruas e calçadas... mas isso é problema das construtoras.!!!....Isso é outro assunto...

Venho assim por meio desta solicitar a mais pronta providencia quanto ao dito stand... tenho menos interesse em difamar esta corretora do que poder falar como a mesma pode corrigir este erro grave que aponto, pois se mostrou preocupada com a população e  pode reconhecer seu erro e repará-lo. 
Aguardo providências torcendo pela consciência de seus responsáveis.
Um feliz ano novo!
Atenciosamente,
--
Cynthia Gorham