domingo, 12 de fevereiro de 2012

Empreendimento SEM garagem no Jardim Icaraí!!

Empreendimento comercial na esquina de rua Nóbrega com Domingues de Sá... 
Pela fachada da propaganda enviada por email pelo corretor, não se vê nenhuma entrada de garagem no térreo. 
Nem se vê na fachada nenhum pavimento de garagem.
Também não se vê nenhuma escavação relativa a pavimento para garagens enterradas... nem semi- enterrada...
Quando se fala com o corretor, ele diz que a única sala - ainda não vendida, não tem garagem.. 
E que nem garagens avulsas há mais..
Mas ele está mentindo porque....

Acima vemos a planta do pavimento térreo sem nenhuma entrada para garagem!!!
Hoje o empreeendimento está assim..


Num bairro que está explodindo, como é possível se construir um edifício sem garagem? Ainda mais em se tratando de prédio de salas comercias para a saúde, em uma rua que passa ônibus, não ter nenhum recuo na calçada para desembarque de usuários é no mínimo um absurdo...
Serão 7 lojas no térreo mais 7 salas em cada um dos 10 andares. Isso gera, no mínimo, uma população de 77 pessoas, mais os usuários dessas US, unidades de saúde!, mais seus funcionários... lembrando que essas US devem ter atendimento por hora, aumentando a rotatividade no local e sem nenhum recuo de desembarque. Vão obrigar os usuários chegarem pela rua Nóbrega?
E aí, secretaria de Urbanismo, como isso foi aprovado?
Em reunião ano passado no Compur - Conselho Municipal de Política Urbana cogitava-se inclusive em pavimento de garagem rotativa nos edifícios multifamiliares de modo a dar vazão a falta de vagas nas ruas do Jardim Icaraí e Icaraí!! E aprovam edifícios de 12 pavimentos SEM vagas?!
Veja também outro emprendimento nas mesmas condições, só que em Icaraí... http://www.desabafosniteroienses.com.br/2012/02/mais-um-empreendimento-sem-garagem.html
Planta do pavimento Tipo

4 comentários:

  1. Com a derrota iminente nas próximas eleições o CASSINO de Jorge Bumba não pode perder nenhum trocado. Todas as oportunidades são abraçadas sem pestanejar. Por falar em pestanejar:acorda Niterói!
    Marco Botelho Pinto

    ResponderExcluir
  2. Sou arquiteta e há uns seis meses participei de um seminário de transportes na UFF com Walter Hook, um dos maiores especialistas em transportes públicos do mundo. Esse ponto foi super discutido. Na verdade, ter garagem é pior do que não ter. Quando oferecemos garagem de graça nos lugares diminuímos o custo do automóvel como um todo, e incentivamos a pessoa que não tem carro a comprar um, e a que tem um a comprar outro. Se você tem garagem de graça no seu local de trabalho, as possibilidades de ir de carro pra ele ao invés de usar o transporte público são muito maiores. O mesmo quando vamos usar um serviço; se sabemos que onde vamos não tem vagas de graça e é muito difícil conseguir lugar pra estacionar nas proximidades, vamos pensar duas vezes antes de pegar o carro pra ir até aquele lugar. É um argumento longo e foi um dia inteiro do seminário só discutindo vagas de estacionamento, mas o ponto principal é justamente o contrário do que a maioria das pessoas pensa: o estacionamento gratuito não é uma solução para o trânsito, mas o exato oposto, é um dos principais causadores do aumento de carros nas ruas e dos engarrafamentos em áreas centrais. Na Europa e em alguns países asiáticos as leis estão indo na direção oposta, de proibir completamente estacionamentos privados em algumas áreas da cidade, e limitar o número de vagas em outras. Pra certificar LEED (principal certificação internacional de edifícios sustentáveis) também, há limitações pra número máximo de vagas e área ocupada por estacionamentos nos edifícios.

    Eu sou super a favor. Ainda mais numa área como Icaraí, onde se tem acesso a todos os tipos de serviço a pé ou de bicicleta, e que é super bem servida de linhas de ônibus.

    PS: não trabalho na prefeitura de Niterói nem tenho nada a ver com esse empreendimento em questão, essa é só minha visão do assunto.

    ResponderExcluir
  3. O assunto é extenso e controverso. Mas em uma cidade como Niterói, que foi entregue à especulação imobiliária, e se constrói de qualquer maneira, há de convir que não há preocupação real com trânsito, muito menos com transporte de massa. Tudo hipocrisia.
    Simplesmente se constrói mais barato sem pavimentos de garagem. Ganha-se mais dinheiro com menos esforço. Essa é a lógica em Niterói.
    Se ouvir a explicação do presidente da NitTrans na reunião do COMPUR do dia 13/02 (http://www.desabafosniteroienses.com.br/2012/02/lei-e-interpretacao-da-lei.html)quando este empreendimento foi denunciado por moradores e ele sequer sabia da existência do mesmo, dizer que Niterói é uma cidade 'difícil', dada sua topografia, mais nos parece comentário de profissional que prefere o magro, porque é mais fácil de fazer roupas retas do que para o gordo; ou o arquiteto 'pouca prática' que prefere terreno plano; ou qualquer profissional que não tem disponibilidade para lidar com o cliente conforme ele se apresenta, alto ou baixo, íngreme ou plano, fácil ou difícil. Essa desculpa não cola.
    Seu comentário é pertinente - e agradeceemos por ele - e foi aventado na data citada.
    Mas ainda não é o caso de Niterói, onde nesses empreendimentos sequer se constrói com recuos para desembarque de usuário que se desloquem de táxis!
    Transformaram Niterói em uma vergonha.
    E o problema real não é sua geografia, seus morros, mas a desarticulação provocada e estabelecida pelo governo que assim faz 'funcionar' suas secretarias, desarticuladamente, para que qualquer coisa 'caiba' e ninguém saiba nunca de nada. Onde a secretaria de urbanismo não tem, por exemplo, a menor ideia dos projetos de bairro modelo da secretaria de Habitação e por aí vai..
    É assim porque não interessa planejar para a população.
    Quem manda na cidade é um 'secretário de obras' que faz e desfaz na medida exata do seu interesse privado e de seus amigos.
    Então é dificil planejar numa cidade assim? Sem dúvida.. Mas cada um que participa desse governo é cúmplice, e com essa cumplicidade deve buscar cumprir seu dever e não se justificar com questões improcedentes. Afinal, como bem lembrou uma moradora da Região Oceânica em Audiência Pública sobre o túnel Charitas Cafubá em 9/2/2012(http://youtu.be/INC6j9nVALs in http://www.desabafosniteroienses.com.br/2012/02/tunel-charitas-cafuba-2a-audiencia.html), NÓS somos os patrões, e os funcionários da prefeitura, são nossos empregados, ainda que esqueçam disso o tempo todo.
    Obrigado pela contribuição.
    Editores DesabafosNiteroienses

    ResponderExcluir
  4. Aqui deixo meu desabafo:
    moro em Icaraí em um apartamento sem garagem. Fui

    à Niterói Rotativo (concessionária que administra as vagas) para pedir uma credencial de morador, que me permite estacionar gratuitamente (se houver vaga, coisa difícil) na quadra onde moro. O funcionário, que só trabalha até as 12:00 hs. me passou a seguinte lista de documentos necessários:
    1- Escritura do imóvel ou cópia do contrato de aluguel;
    2- IPTU atualizado;
    3- Último recibo do condomínio;
    4- Convenção do condomínio;
    5- Ata da eleição do atual síndico;
    6- Declaração do condomínio de que o imóvel não possui garagem;
    7- Comprovante de residência;
    8- Documento do veículo;
    9- Identidade;
    10- CPF.
    Há que se levar os documentos originais e fotocópias até o meio dia.
    Só faltaram pedir uma amosta de sangue para saber se o infeliz não é portador de doença infecto-contagiosa. E enquanto não se leva a documentação, vamos pagando três reais a cada três horas, é claro!
    Estou procurando outro prefeito. Se alguém souber de um que preste, me avise.
    Aydano Pimentel

    ResponderExcluir

Lembre de assinar! Só comentários COM NOME serão postados.
Obrigado por participar!