sábado, 8 de outubro de 2011

Placas irregulares em Niterói

Dando 'continuidade' à matéria do jornal O Globo, publicada em 10 de setembro passado, publicamos mais fotos de placas em Niterói.
Colabore.
Envie também sua foto com localização exata para ser marcada no mapa do google no link a seguir. http://g.co/maps/yhykb
N'OGlobo:
Administração Onipresente por Diego Barreto - 10.09.2011
 Elas começaram a aparecer há cerca de dois meses. Em poucos dias se multiplicaram pelas principais vias de Niterói. Hoje, é praticamente impossível transitar pela cidade sem notar o azul, vermelho e branco propagando novas obras; algumas sequer começaram. Na contramão de legislações federais, estaduais e até da Lei Orgânica do Município — que vedam a publicidade de atos e obras públicas que não tenham caráter informativo e educativo —, dezenas de placas instaladas pela prefeitura de Niterói nas últimas oito semanas omitem prazos, custos e responsáveis técnicos pelos projetos. 
Levantamento feito pela equipe de reportagem durante 15 dias contabilizou 25 novas placas de obras no município. Somente em dois lugares as peças informam detalhes das intervenções: no Centro Petrobras de Cinema, em São Domingos (onde há duas placas), e numa encosta no Caramujo. Nos demais lugares, o que se vê, em destaque, é o novo logotipo adotado pelo governo municipal, que, além de “Prefeitura de Niterói” em letras garrafais, traz desenhos de edificações do Caminho Niemeyer. 
Não necessariamente instaladas em locais onde já acontecem obras, as placas privilegiam corredores com grande fluxo de pessoas. Um exemplo é a orla. Somente no trecho que começa na Concha Acústica e vai até o Museu de Arte Contemporânea foram fixadas sete placas anunciando a abertura das vias Orla e 100, a construção de ciclovia e o alargamento de pistas. A sétima placa do trajeto, no muro de contenção do Módulo de Ação Comunitária, o Maquinho, na Boa Viagem, foi instalada depois do término da obra, próxima à outra placa, do governo do estado, responsável pela execução e financiamento do projeto. Diferentemente da peça de comunicação da prefeitura, a do Estado informa prazo, valor e responsáveis. Alvo de protesto de estudantes da Universidade Federal Fluminense (UFF), parte das placas no trecho foi destruída na semana passada, mas rapidamente trocada. 
Outras duas peças que chamam atenção estão em São Francisco e Itaipu. A primeira, referente a uma contenção de encosta, foi fixada na margem da Avenida Rui Barbosa, distante pelo menos um quilômetro do canteiro de obras, que fica na comunidade da Grota do Surucucu. Na Estrada Francisco da Cruz Nunes, uma placa indica a urbanização e drenagem das ruas Scylla Souza Ribeiro e Samuel Wainer Filho. A obra, no entorno de um empreendimento imobiliário lançado recentemente, foi financiada pela construtora Soter, que afirma ter pago à Empresa Municipal de Moradia Urbanização e Saneamento (Emusa) R$ 150 mil pelo serviço.

Novas placas vão custar R$ 48,4 mil 

O festival de placas gera polêmica entre especialistas e população. Na última terça-feira, o Conselho Comunitário da Orla da Baía (CCOB) encaminhou dois requerimentos ao Ministério Público solicitando a instauração de inquéritos para apurar irregularidades nas placas instaladas na orla e no canteiro das obras do Mergulhão da Avenida Marquês do Paraná. 

A quantidade de placas nas ruas de Niterói deve aumentar ainda mais. Por meio de duas licitações realizadas na semana passada, a Emusa comprou, por R$ 48.417, material para a confecção de novas peças.

A prefeitura de Niterói afirma que as placas não trazem informações porque as obras são distintas, algumas executadas pela administração direta; outras, em parceria com o Estado. Sobre a placa na encosta do Maquinho, a prefeitura informa que a obra está sendo executada em parceria com o Estado, e as informações necessárias estão na placa do governo estadual. Em relação às obras no entorno do empreendimento da Soter, em Itaipu, o governo municipal afirma que a construtora fez uma doação à prefeitura, mas ressalta que a obra é pública. http://oglobo.globo.com/rio/bairros/posts/2011/09/10/administracao-onipresente-404672.asp
A prefeitura de Niterói em plena campanha eleitoreira, dispõe pela cidade placas de obras totalmente irregulares.. 
Não consta valor da obra citada, data de início ou término, nem responsável técnico pelas mesmas..
Observa-se na faixa em vermelho apenas ícones de obras do Caminho Niemeyer, até as que não foram sequer feitas ou licitadas, apenas sonhos ...
As justificativas apresentadas na matéria do jornal não procedem pois as placas mostradas abaixo nem placa da suposta parceria têm... Afinal ninguém se responsabiliza pelo gasto público?
As obras de cntenção da estrada da Cachoeira, só pra citar um exemplo, em parceria  com o governo do estado, teve seu inicio em fim de novembro de 2010, vai fazer um ano!, embora a data prevista em placa seja de 6 meses, o que corresponderia a fim de maio!!.. NInguém reclama, tá tudo certo...
A ninguém incomoda o constante engarrafamento que esta obra causa no acesso à Região Oceânica e seu retorno ao centro?!..
A ninguém indigna vermos a placa ganhar tarjas cinzas alterando e ampliando o valor da mesma sem a menor justificativa da administração da cidade por seus  atos? Uma obra com um valor extratosférico, apareceram pela internet alguns profissionais  comentando que o valor era extremamente alto e mesmo assim 'não deu'?, ainda não foi suficiente?! COMO ASSIM?!
Que tal uma auditoria 'básica' nessa prefeitura?!
Que tal a população denunciar em massa, ainda que anônima e individualmente, junto ao Ministério Público? http://www.mp.rj.gov.br/portal/page/portal/Internet/Cidadao/Ouvidoria_Geral
Fotos marcadas (de A a K) em google maps no link abaixo:

A. (2 fotos tirada em 7out 2011): Estrada da Cachoeira, confluência com Av. Franklin Roosevelt (Canal), em São Francisco, junto à Pedra.
B. (3 fotos tiradas em 07out 2011): Descida da Estrada da Cachoeira, no local denominado Rodo, próximo à garagem da Viação Miramar
C. (2 fotos tiradas em 07out2011): Estrada de Itaipu, ou Estrada Francisco da Cruz Nunes, direção Itaipu, próximo à concessionária Honda-Hayasa, no Monan Pequeno
D. (2 fotos tiradas em 07out2011): Na mesma Estrada de Itaipu, ou Estrada Francisco da Cruz Nunes, logo adiante da Concessionária Honda-Hayasa, no Monan Pequeno, a caminho do Cantagalo. Na calçada à esquerda, sentido de quem vai para Largo da Batalha, Niterói.
A que obra esta placa se refere? Quem assina? A terraplenagem ao fundo parece ser referente ao citado alargamento da Estrada Francisco da Cruz Nunes...
Fotos tiradas em 04 set 2011:
E. Em frente ao Forte do Gragoatá
 F. Na Av. Litorânea, em frente às obras da UFF, logo após Forte do Gragoatá
 G. Mesma Av. Litorânea, mais adiante, chegando à rua Antonio Parreiras.
H. Fotos a seguir tiradas em 08 out 2011- Estrada de Itaipu, no Cantagalo, direção Itaipu, quase chegando no Cemitério Parque da Colina

I - Estrada de Itaipu, em frente ao Cemitério Parque da Colina, direção Centro
J. Primeira foto tirada em junho. Estrada de Itaipu, à direita, direção Itaipu. Esta placa foi substituída pela segunda, crédito da foto é d'OGlobo,set 2011, no Bairro Peixoto, Itaipu.
K- Foto d'OGlobo em set2011. Placas na Rua Visconde do Rio Branco, em direção à São Domingos.

Um comentário:

  1. eu moro na rua 18 da avenida central em itaipu..
    tinha uma placa, que já até foi levada pelo vento, que dizia que aquela seria a próxima rua a ser asfaltada.. isso já deve fazer uns 3 anos... e até hoje não está asfaltada !

    Vinicius

    ResponderExcluir

Lembre de assinar! Só comentários COM NOME serão postados.
Obrigado por participar!