segunda-feira, 10 de outubro de 2011

Eficiência administrativa parte III... êta Niterói!!

Colaboração de leitor desse blog chega bem em tempo com as duas matérias anteriormente postadas..
Ou seja, para onde vai nosso IPTU?!..
Ahá, uhú, cadê meu IPTU?! Ahá, uhú, cadê meu IPTU?! 
Vamos cantar isso nas ruas nesta quarta e nesse sábado em Icaraí. Se a população não se mobilizar, nada, absolutamente nada vai acontecer, tenham certeza disso!

Niterói tem maior IPTU per capita do estado desde 2004

Niterói se manteve no ranking que ocupa desde 2004: é a cidade com o maior IPTU per capita no Estado do Rio de Janeiro. A média do imposto por morador é de R$ 371,6. O dado faz parte do Anuário das Finanças dos Municípios Fluminenses, lançado na última terça-feira pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços. Dentre os 92 municípios analisados em 2010, Niterói foi o segundo que mais arrecadou com o tributo, totalizando R$ 181.107 milhões, atrás apenas da capital que, com 6,3 milhões de habitantes, recolheu R$ 1,4 bilhão com o IPTU.
O município também está em posição privilegiada na classificação referente à arrecadação do Imposto Sobre Transmissão de Bens Imóveis (ITBI). Ficou em segundo lugar, garantindo R$ 56 milhões aos cofres públicos. Além de aparecer na quarta posição na lista de arrecadação de ISS, com mais de R$ 148 milhões recolhidos. A receita total foi de R$ 1,054 bilhão.
Editor do Anuário das Finanças dos Municípios Fluminenses, Alberto Borges diz que as características econômicas de Niterói explicam a importância do IPTU na receita municipal.
— Niterói é uma cidade residencial, sem grandes indústrias. Em relação a outras fontes de receita, o IPTU oferece maior vantagem comparativa. Assim como o ITBI — explica Borges.

A classificação de Niterói no ranking do IPTU no estado causou indignação em moradores de bairros da Região Oceânica. Carlos Augusto Saint Just diz que não se conforma em pagar mais de R$ 2.722 por ano e morar em rua sem pavimentação nem sistema de drenagem, no Cafubá.
— Gostaria de saber onde estão sendo aplicados os recursos — diz Saint Just.
Veja mais no GLOBO - Niterói de domingo. Disponível para assinantes em O Globo Digital.
http://oglobo.globo.com/rio/bairros/posts/2011/10/08/niteroi-tem-maior-iptu-per-capita-do-estado-desde-2004-410096.asp

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lembre de assinar! Só comentários COM NOME serão postados.
Obrigado por participar!