quarta-feira, 7 de setembro de 2011

“Nessa noite, eu pintei a calçada do prefeito de Niterói. Foi pouco, mas estou feliz…”

E-mail recebido (pelo blog Acorda Niterói) na madrugada de 07/09/2011:
“A polícia estacionada em frente ao MAC não foi suficiente para conter minha vontade de, uma vez na vida, mostrar ao prefeito que eu não sou de pedra. Sou trabalhador, brasileiro e nunca desisto da batalha do dia-a-dia, mas eu precisava fazer isso. Me chamem de vândalo, me prendam, tirem meu emprego, peçam indenização, façam qualquer coisa, mas eu não me arrependo de ter despejado um belo balde de tinta em frente ao portão do Jorge Roberto Silveira durante essa madrugada. Talvez eu não passe de um medroso. Talvez outros sejam mais corajosos. Mas, do fundo do coração, a tinta em si era o que menos importava: eu só queria prestar uma singela homenagem.
Queria homenagear todos os pais e mães de família que, diariamente, desperdiçam seu tempo e sua saúde nos engarrafamentos por toda cidade. Homenagear os estudantes que não têm aula por causa da greve e também homenagear os professores que comparecem em vão a reuniões agendadas pelo sempre ausente prefeito. Homenagear os profissionais da saúde que trabalham em unidades de saúde precárias, os contribuintes que precisam cavar as covas de seus familiares nos cemitérios públicos, os moradores da região oceânica sem esgoto e sem asfalto, os desabrigados sem aluguel social, os desapropriados pelas construtoras, os mortos nos deslizamentos, os milhares de moradores de encostas, as casas que viram prédios, os peixes asfixiados nas lagoas, os salários consumidos por pedágios, catamarãs e IPTUs, o mau humor inevitável pela manhã, o sol que não mais se vê, as praias sem banhistas, o grito sufocado de indignação.
Aos manifestantes de logo mais, fica a dica: o prédio do prefeito é aquele na descida do MAC com um borrão. E, se não mais houver borrão quando vocês chegarem, é porque alguém acionou durante o feriado os trabalhadores da terceirizada CLIN. E você, Jorge, não tenha dúvida: não foi um ato de delinquência juvenil e sim uma manifestação política. Se hoje é dia de independência ou morte, fico com a independência.”
http://acordaniteroi.org/5884/nessa-noite-eu-pintei-a-calcada-do-prefeito-de-niteroi-foi-pouco-mas-estou-feliz/#comment-580

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lembre de assinar! Só comentários COM NOME serão postados.
Obrigado por participar!