domingo, 14 de agosto de 2011

Prefeito de Niterói mais uma vez dando uma de bom moço...

É no mínimo curioso a 'preocupação' do prefeito com o crescimento da população e sua mobilidade após lembrarmos da aprovação do PUR em 2002 a portas fechadas na Câmara de Niterói e suas visíveis repercussões na cidade hoje em dia... 
O eterno jogo de cena às portas da campanha eleitoral para 2012. 
Caiam os bobos nessa esparrela!
Mais sobre esse assunto em:
http://www.desabafosniteroienses.com.br/2011/08/momentos-ato-show-pela-cantareira.html  
e
http://www.desabafosniteroienses.com.br/2011/08/refrescando-memoria-do-niteroiense.html 
 
n'OGlobo por Flávia Milhorance -13.08.2011

Após a polêmica sobre o início da construção de prédios da Universidade Federal Fluminense (UFF) sem licença municipal ou estudo de impacto de vizinhança, na última quinta-feira a Secretaria de Urbanismo de Niterói aprovou os documentos; e amanhã será iniciada a construção da Via Orla. Ligando os campus de Valonguinho, Gragoatá e Praia Vermelha, a rota está dentro da área de terreno da UFF que será concedido à cidade por prazo indeterminado. Esta é uma das contrapartidas diante do impacto da edificação de 180 mil metros quadrados em novas instalações. Além dela, haverá ainda a construção da Via 100, dentro do campus do Gragoatá.

O prefeito Jorge Roberto Silveira explica que o impacto viário, ambiental e de fluxo de pessoas é grande.
— Por isso fizemos com a UFF este acordo, que eu prefiro chamar de parceria. Temos que pensar no crescimento da população, e as vias de acesso no interior do campus vão colaborar para a mobilidade da região — diz.

Ele acrescenta que as vias serão construídas por meio de mão de obra direta:

— Não vamos licitar a obra para uma empreiteira. Serão profissionais da própria prefeitura, o que torna o processo mais lento. Mas até o final do meu governo as duas vias estarão finalizadas — garante Jorge Roberto.

Na Via Orla, será permitida a circulação até de caminhões. Mas na Via 100, somente carros de passeio poderão transitar no interior dos campus. Para início das obras, a prefeitura não divulgou um esquema específico de trânsito na região.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lembre de assinar! Só comentários COM NOME serão postados.
Obrigado por participar!