quarta-feira, 10 de agosto de 2011

Cidade amiga das bicicletas. Niterói? Nunca!

Quando uma cidade é voltada para a população, temos isso que nos mostra o vídeo. 
Ao contrário de Niterói, que é voltada à especulação imobiliária e ao uso prioritário de automóveis... 
E onde as soluções para o trânsito sufocante é apenas alargar vias...
E exceto, é claro, quando pintam ícones de bicicletas no chão e acham que basta isso para se criar uma ciclovia...
Brincadeira!
Venha morar em Niterói e se arrependa rapidamente!

3 comentários:

  1. Restringir o uso de carros em algumas vias ou faixas, criando corredores cicloviários, de maneira que se possa circular na cidade usando bicicleta de forma segura. Niterói é uma cidade pequena, e se houvessem ciclovias de verdade a todos os lugares da cidade, poderíamos ir de bicicleta.
    O que ganharíamos? Saúde, inclusão, convivência, qualidade de vida, segurança (quando as pessoas convivem, começam a se importar com seus vizinhos), diminuição da poluição sonora e do ar...
    Mas como apoiar o uso de bicicletas se estas libertam a população do jugo das empresas de ônibus
    Jorge carvalho

    ResponderExcluir
  2. Essa iniciativa de píntar faixas no chão é patética. Não é assim que se cria e mantém uma ciclovia.

    É necessário definir bons trajetos entre pontos de interesse.

    Mas ninguém se iluda: numa cidade de clima quente, a bicicleta é usada somente para trajetos relacionados ao lazer ou, em alguns casos, por pessoas das classes mais necessitadas e em trajetos bem particulares.

    Não estamos num Canadá, onde é possível ir ao trabalho de terno, montado numa bicicleta.
    .

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo parcialmente. Acredito que seria muito mais incoveniente andar de bicicleta em meio à neve. A decisão compete ao pedreste. É dever do estado prover acesso e soluções urbanas competentes e não estas ciclofaixas patéticas.

      Excluir

Lembre de assinar! Só comentários COM NOME serão postados.
Obrigado por participar!