quinta-feira, 16 de junho de 2011

Itaipu - Camboinhas: 1979 a 2011


 Em fins da década de 70, o espelho dágua do complexo lagunar Piratininga-Itaipu teve sua área extremamente reduzida por ocasião da implantação do plano urbanístico para Camboinhas, projeto do escritório do arquiteto Harry Cole junto com a empresa Veplan Imobiliária.

O projeto urbanístico previa o que foi executado - e com o que acabamos por nos acostumar! - que foi a abertura definitiva da lagoa de Itaipu através do enrrocamento ao mar, causando, como se pode perceber hoje, e ao longo dos mapas mais abaixo, grande impacto em todo sistema lagunar!
Piratininga perdeu uma de suas ilhas que foi incorporada ao continente... Talvez isso seja o de menos..

Mas com a abertura definitiva do sistema lagunar ao mar - e como as lagoas são conectadas pelo Canal de Camboatá, que permite o escoamento de parte da Lagoa de Piratininga para a de Itaipu - a superficie de ambas as lagoas foi reduzida, e a área alagada, sob a conivência da prefeitura desta cidade, foi sendo drasticamente ocupada.
Abaixo algumas imagens do início de implantação do projeto..abril de 1979.













Enrrocamento e Praia de Itaipu ao fundo
Lagoa de Itaipu

Desenho circular das marinas, cujas estacas
metálicas foram sugadas pela lagoa
Canal e Sambaquis
Praia de Camboinhas e Itaipu
Construção de Caixa d'água
 
Praia do Sossego
Piratininga

A ilha já com uma lâmina se conectando à margem

Piratininga e lagoa
Lagoa de Piratininga



Este é imagem do espelho d'agua da Lagoa de Itaipu em 1993.
julho 2003

2007
jun2009
fev 2010


Esse é o empreendimento Atlantis, em Itaipu... fotos em junho 2011.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lembre de assinar! Só comentários COM NOME serão postados.
Obrigado por participar!