quinta-feira, 30 de junho de 2011

2a. Reunião Pública Regional do PLHIS - Cafubá, Niterói

Teatro de quinta. Quinta categoria!


 
Umas 90 pessoas presentes, quase o triplo da véspera no Barreto. Os atores mudaram. O secretário de Habitação e nem os dois principais representantes da Consultoria Latus apareceram. Ficou com os suplentes.
Só cena.
Cada vez fica mais evidente a ineficiência desse plano feito a toque de caixa. A população não entende. Porque a consultoria não tem o quê fazer! Então mostram um slide com a relação de todas as comunidades da região para que apontem se alguma comunidade está faltando. Acabou a reunião.
Só isso? Se apertar resumidamente é só o que pinga.
O que foi mostrado é que não há planejamento nem para estas reuniões. A divulgação não melhorou uma vírgula e representantes como do CCRON- Conselho Comunitário da Região Oceânica de Niterói, que representa 76 entidades na região, não foi comunicado..
Sabe por quê? Porque as reuniões iniciais, inclusive de convocação, foram feitas em 16 (na Caixa Econômica Federal) e 20 de junho (Na Engenhoca) apenas com os secretários regionais da Prefeitura e asseclas...
Quem são os secretários regionais, lembram dessa matéria, onde se evidenciou que essas secretarias fazem parte do feudo dos vereadores governistas, assim como boa maioria das associações de moradores?
http://www.desabafosniteroienses.com.br/2011/03/niteroi-rj-cidade-loteada-pelos.html

O lá presente Fábio Coutinho, secretário de Piratininga, é amigo pessoal de Jorge Roberto... precisa falar mais? Tentou acalmar a reunião com uma fala própria de político que não entendeu do que se tratava a reunião, onde supostamente a empresa Latus estava ali na presença da comunidade para fazer com esta, um diagnóstico da região... O sr. Fábio não entendeu isso. Aliás ninguém entendeu nada.
À comunidade se pedia que não se ativesse a nenhum caso em particular esquecendo quem ali eram os técnicos, capazes de discernir o que poderia ou não interessar ao Plano.. ou seja nem como teatro foi bom, porque nem para a cena armada os técnicos estavam preparados, nem a secretaria de Habitação. É um bate cabeça sem fim.
É o retrato da inépcia e inoperância desse governo.
O negócio desse governo é só fazer cena para aqueles 30% da classe A. Vender projeto do Niemeyer e esquecer dos desabrigados... 
Aos desabrigados e comunidades a cena foi como a de ontem. Será que eles 'cairam'?..

4 comentários:

  1. como dizem "O POVO É SÓ UM DETALHE"

    ResponderExcluir
  2. luiz fernando graça melo30 de junho de 2011 14:30

    Uma pérola da "reunião": Cortando a palavra dos demais inscritos, o administrador regional de Piratininga, Fabio Coutinho, se apossou do microfone para impedir que os demais inscritos pudessem falar, justificando que não foi para isso que estavam presentes.
    A seguir, o subsecretário endossou a posição de Coutinho afirmando que “a reunião seria para ouvir os presentes e não para que eles falassem”. Luiz Fernando Graça Melo

    ResponderExcluir
  3. Uma peça medíocre de jogo de faz de contas. Essas reuniões do jeito que estão sendo tocadas só servem para ludibriar ao povo e as leis. A PMN quer convidar só gente de sua confiança, associações de moradores coopitadas que nada questionam e servem para validar o PLHIS. Como se tais reuniões acrescentassem alguma informação relevante. Tudo é uma farsa!
    A começar pela sonegação do calendário das reuniões, as datas não são divulgadas com antecedência para que só compareçam as "vacas de presépio".
    A latus, consultoria contratada pela PMN só terá mais 5 meses para concluir o estudo técnico, que quem conhece do assunto sabe que para uma cidade como Niterói precisaria de 18 a 24 meses. Por isso o trabalho vais ser feito de qualquer maneira, o importante é conseguir as verbas federais. O povo que se dane!
    Seria bom que nas próximas estivessem presentes a OAB e o MP para presenciarem mais esse crime contra essa cidade como um todo e principalmente das pessoas que sonham com um plano habitacional, decente.
    Pedro Guimarães

    ResponderExcluir
  4. Este projeto é uma TREMENDA FARSA, A ATUS kestká fazendo um "projeto " com dados do google, IBGE, NEPHUR e outros dados totalmente DEFASADOS, ou seja de 2000. Mais um engodo com a população carente e que vai se arquivado como tantos outros. Só quem vai ganhar é a LATUS que vem do sul para tapear os otarios de Niterói e faturar com um projeto que começa morto e não vai no local para atualizar as informações e conheceer as comunidades. Não diz onde vai contruir as casas e os locais opra implanatar o projeto. Sou conselheiro do COMPUR e não acredito na Laatus, nop Moacir Linhares, no Morcazel e muito menos no Prefeito sumido. Não dar para 6 meses elaborar um projeto de Habitação para Niterói, logo vai sair uma "M...." e estas reuniões nñao pasa de uma FRAUDE para dizer quek foi discutido com a comunidade sem avisos e transparencias. TODOS ESTÃO SENDO ENGANADOS PELO PREFEITO, PELOS SECRETARIOS E PELA MAIORIA DOS VEREADORES. José de Azevedo - presidente do CCOB e conselheiro do COMPUR.

    ResponderExcluir

Lembre de assinar! Só comentários COM NOME serão postados.
Obrigado por participar!