sexta-feira, 27 de maio de 2011

Obras do mergulhão da Marquês do Paraná vão alterar trânsito no centro


Com o início das obras do mergulhão da Avenida Marquês do Paraná, haverá um esquema especial de trânsito, a partir da próxima quarta-feira (1º de junho), para garantir o acesso ao Centro da cidade. O mergulhão faz parte do Plano elaborado pelo urbanista Jaime Lerner para reestruturação do Sistema de Trânsito e Transportes de Niterói.

Automóveis e caminhões procedentes de Icaraí terão acesso ao Centro através das ruas Euzébio de Queiróz e Marquês de Olinda, chegando à Avenida Amaral Peixoto. Nesta primeira fase, os ônibus não terão seus itinerários alterados e continuarão entrando diretamente na Avenida Amaral Peixoto pela faixa exclusiva.

Os veículos que se dirigirem à Ponte Rio-Niterói ou à Região Norte da cidade não terão qualquer alteração no trajeto e deverão seguir pelas avenidas Marquês do Paraná e Jansen de Melo. Já no sentido contrário, da Ponte para Icaraí, os veículos deverão fazer o contorno pela Avenida Amaral Peixoto e Rua Dr. Celestino, como já fazem atualmente das 6 às 17 horas.

Este esquema permanecerá em vigor durante a primeira fase da obra, quando serão feitos os remanejamentos das redes de serviços públicos de água, esgoto, telefonia, gás e águas pluviais. Na segunda fase, quando será iniciada a terraplenagem e cravação de estacas, novo esquema será implantado.

A Nittrans acredita que, com o novo esquema, o trânsito deverá fluir normalmente no período da manhã, mas deverá ter algumas retenções no pico da tarde e recomenda aos motoristas, itinerários alternativos, sempre que for possível. Uma das possibilidades para trânsito entre o Centro e Zona Sul é por barcas, Gragoatá e Boa Viagem e orla do Ingá e Icaraí.
 
Abaixo, confira o gráfico com as mudanças.
Fonte: Prefeitura de Niterói

Um comentário:

  1. OGlobo: Mergulhão começa a emergir 27/05/2011
    As primeiras alterações no trânsito de Niterói para a construção do mergulhão na Avenida Marquês do Paraná, no Centro, devem durar, pelo menos, seis meses. Esse é o prazo que as concessionárias estão dando para a realização dos serviços de adaptação das redes de água, esgoto, telefonia, gás e águas pluviais. As obras fazem parte do Plano Municipal de Transporte e Trânsito, elaborado pelo arquiteto Jaime Lerner, e que prometem ser parte da solução para o trânsito da cidade. As ações terão início na quarta-feira.
    http://oglobo.globo.com/rio/bairros/posts/2011/05/27/mergulhao-comeca-emergir-383025.asp

    ResponderExcluir

Lembre de assinar! Só comentários COM NOME serão postados.
Obrigado por participar!