segunda-feira, 25 de abril de 2011

Governo do Rio promete construir nova arena para substituir o Caio Martins, mas em outra área de Niterói



Caio Martins foto: Gustavo Azevedo

A Secretária estadual de Esporte e Lazer do Rio, Márcia Lins, afirmou hoje, em entrevista ao Extra, que o complexo do Caio Martins será substituído por uma nova e moderna arena esportiva em Niterói. O novo local poderá servir de preparação de equipes de futebol para a Copa de 2014 e também modalidades olímpicas disputadas nos Jogos de 2016. A área que o estádio ocupa hoje, no bairro de Icaraí, passará por um processo de reurbanização, e poderá ser vendida à iniciativa privada.
- Serão duas abordagens. A construção de uma arena esportiva moderna, como legado para a Copa e as Olimpíadas, e abrir discussão com autoridades locais e comunidade para revitalizar a área hoje ocupada pelo Caio Martins. Essa área ou ficaria sob administração do Governo ou de alguma parceria com a prefeitura de Niterói, através da iniciativa privada - explicou a secretária.
Márcia Lins deixou claro que o Caio Martins como o torcedor conhece não poderá ser mantido, mas o nome do estádio pode batizar a nova arena. Ela disse, ainda, que o projeto que garantirá um novo equipamento esportivo em Niterói ainda não está desenhado.
- A gente precisa de uma área com condições técnicas e sem os problemas que existem ali. Dois rios passam por baixo da construção e causam alagamentos. É mais fácil executar o projeto em outra região. Por questões serias de drenagem talvez não tenha solução ali, e teria que separar - esclareceu.
O Bela Vista, clube de Niterói, tem o apoio de grandes empresas para a reforma do estádio e a construção de um centro comercial e um hotel no terreno na Rua Presidente Backer. As obras seriam arquitetadas pelo escritório Oscar Niemeyer. Mas a Câmara Municipal de Niterói tem a intenção de tombar o Caio Martins.
O Botafogo não investe mais no estádio, que recentemente ainda abrigava jogos e poucos treinos das categoris de base. A cessão feita ao clube terminaria em 2027. O equipamento, no entanto, pertence à Suderj (Superintendência de Desportos do Estado do Rio de Janeiro).


DN: posto com atraso, porque considero fundamental ter este absurdo em arquivo aqui publicado! CG

3 comentários:

  1. Justificam que o local tem "sérios problemas de drenagem" e que isto impediria a manutenção do Espaco. Entretanto os construtores estão de olho para construir seus espigões.
    Quanto Cabral ficara mais rico com mais essa maracutaias em Niteroi? Será que ele descobriu o rico filão e de associou ao Jorge?

    Carlos Valdetaro
    Vice Predidente do CCOB

    ResponderExcluir
  2. É engraçado mesmo.. Será que os dois rios embaixo também não seriam ruins à construção dee spigões?! garagens cheias de água nos dias de chuva...etc etc... Arrumam cada argumentação totalmente inconsistente...

    ResponderExcluir
  3. "Os pretextos ofendem a inteligência; as reais motivações inflamam a indignação"
    Por que é que tudo isso não me surpreende? A coisa pública está, há muito, imersa na privada.
    Eduardo Marinho - arteiro e sivirador.

    ResponderExcluir

Lembre de assinar! Só comentários COM NOME serão postados.
Obrigado por participar!