domingo, 17 de abril de 2011

Estação de tratamento de esgoto de Niterói rompe e deixa feridos



Praça, ruas próximas e algumas casas foram tomadas pela maré de esgoto
Do R7, com Rede Record | 17/04/2011 às 15h42 | Atualizado em: 17/04/2011 às 17h21

Uma parede da Estação de Tratamento de Esgoto Toque-Toque, da concessionária Águas de Niterói, região metropolitana do Rio, se rompeu, na tarde deste domingo (17), e deixou oito pessoas feridas após serem arrastadas pela correnteza de detritos. A informação inicial era que seriam dez feridos no acidente. Segundo informações da concessionária, seis das vítimas já foram liberadas. Nenhum dos atingidos sofreu ferimentos graves.
O diretor da Águas de Niterói, Dante Luvisotto, informou que a empresa vai fazer o possível para minimizar os danos materiais provocados pelo acidente. Luvisotto disse também que a empresa ainda desconhece o que pode ter provocado o rompimento da adutora, que leva esgoto em fase de tratamento.
- O tanque de aeração que arrebentou tem capacidade de 5 milhões de litros de esgoto. Apesar do acidente os moradores não terão problemas no esgoto.
O acidente aconteceu por volta das 12h30, na rua Visconde do Rio Branco, esquina com a Praça Doutor Azevedo Cruz, no centro de Niterói. A praça, ruas próximas e algumas casas foram tomadas pela maré de esgoto. Alguns carros também foram arrastados pela correnteza.
Moradores da região temem contrair doenças já que a água contaminada estaria se misturando à tratada. Segundo informações da Águas de Niterói, apesar do acidente a captação de esgoto da zona norte e do centro do Rio e de Niterói não será prejudicada.
Estação atende 110 mil pessoas
Inaugurada em maio de 2004, a  Estação de Tratamento Toque-Toque foi implantada originalmente com vazão de 220 litros por segundo, atendendo ao centro de Niterói e parte da zona norte, coletando e tratando o esgoto de 80 mil habitantes.
Em 2009, a unidade foi ampliada passando a ter capacidade para 400 litros por segundo. Atualmente, a estação atende a uma população de aproximadamente 110 mil pessoas.


Imagem do EXTRA:

Rastro de destruição causado pela adutora / Foto: Pablo Jacob / Extra


4 comentários:

  1. Os moradores de Niterói não terão problemas com esgoto? Como assim? Os moradores já estão enfrentando esse problema há meses. A concessionária Águas de Niterói, responsável pelo tratamento de esgoto da cidade, não consegue dar conta dos constantes retornos de dejetos da tubulação de esgoto em Bairros como os de Sta Rosa e Jardim Icaraí. No penúltimo domingo fiquei sem poder sair do prédio (caminhando ou de carro, já que a garagem ficou cheia de M). "E não é um caso isolado!" É comum a visão do inferno de pipas drenando esgoto da tubulação. Alguma coisa fede no reino e não é o da Dinamarca.
    Ruth

    ResponderExcluir
  2. No Fonseca é constante o refluxo de esgoto como se fosse uma coisa normal. O esgoto invade as calçadas dificultando a vida dos transeuntes. Além do mau cheiro e o risco de transmissão de doenças, os porcos soltos pela rua chafurdando na lama e no lixo, dão o toque final ao cenário.
    Jorge Carvalho

    ResponderExcluir
  3. Meus filhos estudam em escola da prefeitura e tem muita professora doente e na escola ta faltando agua e todo dia tem pipa, s escola fica no Fonseca.

    ResponderExcluir
  4. Meus filhos estudam numa escola minicipal do Fonseca e vejo pipas de agua chegando e tem professoras doentes.Deve ser essa agua de Niteroi que ta suja.
    Paulo.

    ResponderExcluir

Lembre de assinar! Só comentários COM NOME serão postados.
Obrigado por participar!