domingo, 13 de março de 2011

Alternativas viárias

n'OGlobo por Luiz Gustavo Schmitt
ESTUDO APRESENTA PONTOS CRÍTICO DO TRÂNSITO E PROPÕE CRIAÇÃO DE NOVA VIA
Estudos da Nittrans e da Secretaria Municipal de Urbanismo a que O Globo Niterói teve acesso identificam os principais gargalos da mobilidade urbana da cidade e propõem a criação de uma nova via que ajudaria a desafogar o trânsito nos bairros de Centro, Icaraí e Santa Rosa. Os dados foram divulgados em fevereiro na reunião do Conselho Municipal de Política Urbana de Niterói (COMPUR).


O trabalho foi apresentado pelo presidente da NitTrans, Sérgio Marcolini, e deve servir como base para o plano de trânsito de Jaime Lerner, que prevê obras para melhorar o tráfego de Niterói. O assunto será tema da próxima reunião do COMPUR, amanhã, às 19h, na sede da Prefeitura. No encontro, também serão discutidos os dez anos do Estatuto das Cidades, além de uma nova mudança no trânsito que vai propor a criação de um corredor viário trânsito entre as ruas Mário Vianna, em Santa Rosa; e Paulo César, em Icaraí.


Segundo o levantamento da NitTrans, foi estabelecido um índice de mobilidade nos bairros da ciadde, avaliados das 6h às 20h, para comparar os deslocamentos a pé com os que são feitos de carro. Um dos dados mostra que, em Icaraí, o número de pessoas que se deslocam a pé é cinco vezes maior do que as que o fazem de automóvel. No entanto, 22% do trânsito de veículos na região equivale a moradores que fazem percursos curtos dentro do próprio bairro. O estudo também revela que o número de moradores da Região Oceânica que usam carros é seis vezes maior do que os que residem em Santa Rosa, Icaraí e Centro. Neste último, o deslocamento é feito basicamente a pé, e é cinco vezes maior do que as viagens de automóvel:28% delas são feitas na região.


Segundo o engenheiro civil urbanista Carlos Quintão, que também é membro do Compur, o estudo da prefeitura faz um diagnóstico dos problemas do trânsito.
-Os dados mostram que é preciso ampliar o transporte público na Região Oceânica, além de conscientizar os moradores de Icaraí a deixarem o carro em casa quando o deslocamento for no próprio bairro - informa Quintão.
A prefeitura não quis comentar os estudos. Contratada por R$630mil pelo município, a equipe do arquiteto e urbanista Jaime Lerner apresentou em novembro de 2009 um projeto que prevê uma série de intervenções para melhorar o fluxo de de veículos na cidade de Niterói. A tônica é a construção de um sistema de ônibus BRT (Bus Rapid Transit), interligando cinco terminais, desde o Centro à Região Oceânica. A proposta era que 94 ônibus circulassem no sistema BRT e atendessem 137 mil passageiros por dia. No entando, o plano ainda aguarda recursos do governo federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lembre de assinar! Só comentários COM NOME serão postados.
Obrigado por participar!