domingo, 13 de fevereiro de 2011

Bomba, bomba! Atenção: Prefeitura de Niterói lança superprojeto habitacional


DesabafosNiteroienses: Aí pessoal, este é o projeto daquelas desapropriações sinistras... Fiquem de olho porque por trás de 'medida social' só tem maracutaia!! 
Não deixa de ser 'interesse social', resta saber de quem!!...
Pra quem pouco fez em 1ano e 10 meses, nada como tirar um coelho da cartola!!
n'OFluminense Por: Renato Onofre 12/02/2011
Plano Local de Habitação de Interesse Social (PLHIS) pretende estabelecer regras e parâmetros de construção e ocupação pelos próximos 30 anos. Minha Casa, Minha Vida ganha mais 4 mil imóveis


A Prefeitura de Niterói está prestes a anunciar um conjunto de medidas para reordenar a ocupação do solo na cidade. Em dez dias, começa a elaboração do Plano Local de Habitação de Interesse Social (PLHIS) que vai delimitar as políticas públicas para os próximos 15 anos em assentamentos precários. Em abril, a expectativa é de que o governador Sérgio Cabral (PMDB) e o prefeito Jorge Roberto Silveira (PDT) deem início à construção do Bairro Modelo. No local, entre os bairros Sapê, Caramujo, Santa Bárbara, Matapaca e Maria Paula, serão construídas cinco mil moradias.Além disso, em menos de um ano, a Secretaria de Habitação elevou a expectativa de construção de 7,5 mil casas pelo programa “Minha casa, Minha Vida” para 11,5 mil unidades.
Segundo o planejamento da Prefeitura, o novo diagnóstico das ocupações irregulares e dos assentamentos precários da cidade, que deve ser finalizado em 180 dias, vai definir um plano de ação para gestão da política habitacional em Niterói, aos moldes do “Vida Nova no Morro”, editado durante a primeira gestão do prefeito Jorge Roberto Silveira.
Bairro Modelo – Considerado o maior projeto habitacional desta gestão, a construção do Bairro Modelo, na região conhecida como Fazendinha, no Sapê, deve ser licitada ainda este mês. Depois de finalizado o estudo topográfico, a Prefeitura delimitou uma área de 1 milhão e 400 mil metros quadrados onde serão construídas ruas, escolas, creches, Médicos de Família e comércio, além das cinco mil moradias atendidas por transporte adequado. Estrategicamente localizado na cidade e orçada a sua infra-estrutura em R$ 84 milhões, com previsão de conclusão em oito meses, as obras serão feitas em etapas, acelerando a construção dos prédios.
No Bairro Modelo, a Prefeitura vai construir um terminal rodoviário, dez creches, duas escolas com quadra e piscina, um Centro de Geração de Emprego e Renda, uma unidade do Médico de Família. Além disso, o Governo do Estado vai implantar uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA) 24 horas.
11,5 mil projetos de residências
A Prefeitura de Niterói aumentou a expectativa de moradias construídas pelo programa “Minha Casa, Minha Vida” de 7,5 mil residências para 11.500. Em menos de um ano, o número de projetos analisados pelo município cresceu mais de 50%.
Segundo a Prefeitura, há mais de duzentas áreas com potencial para receber empreendimentos pelo programa do Governo Federal. Entre as áreas pré-selecionadas está um terreno dentro da comunidade do Boa Vista.
Segundo dados da Secretaria de Habitação, hoje, além do Bairro Modelo, existem 2.058 moradias em andamento junto à Caixa Econômica Federal, 1.458 em análise de documentos na Prefeitura, 1.888 em desenvolvimento pelas construtoras e 1.180 em prospecção de terreno.
Ideal - Os projetos do “Minha Casa, Minha Vida” aprovados pela Prefeitura de Niterói foram considerados modelos pela Caixa Econômica Federal. Segundo Linhares, a manutenção de ruas públicas entre os prédios do programa facilita a participação do poder público no local.

Um comentário:

  1. Qual o valor dessa desapropriação? Quem ganha com isso? Obrigada pela informação. Abraços, Lurdes Machado e Oliveira

    ResponderExcluir

Lembre de assinar! Só comentários COM NOME serão postados.
Obrigado por participar!