terça-feira, 21 de dezembro de 2010

Quem sabe responder: O que foi feito do projeto Linha 3 do metrô?!.. E que tal um Impeachment?!

JR Silveira diz que 2011 será um ano decisivo para Niterói n'OFluminense por: Thaís Sousa 19/12/2010
(Imagens postadas por este blog)

Para o prefeito, os próximos 12 meses serão fundamentais para o município e, segundo ele, "três anos de governo serão feitos em um''. * Assista ao vídeo na TV O FLU (www.tvoflu.com.br)

“Vamos fazer três anos de governo em um”. Foi parafraseando o ex-presidente Juscelino Kubitschek e seu otimismo desenvolvimentista que o prefeito Jorge Roberto Silveira (PDT) fez, esta semana, uma espécie de balanço de 2010 e falou das perspectivas para os próximos anos de seu governo, sobretudo 2011, que será decisivo, na sua avaliação. Após inaugurar a Fundação Oscar Niemeyer, ele anunciou mais novidades para o Caminho Niemeyer e voltou a citar o projeto de revitalização do Centro. Durante a entrevista, Jorge Roberto não fugiu de questões delicadas como as chuvas de abril e das consequências da tragédia para seu governo e sua imagem política e fez um “mea culpa” de sua atuação no episódio. O setor da Saúde também foi tema de discurso e alvo de duras críticas por parte do prefeito.
Caminho Niemeyer
Para o prefeito, a conclusão do Caminho Niemeyer trará de volta a autoestima dos niteroienses. A conclusão do complexo estaria ligada ao projeto de revitalização do Centro. Um novo Terminal Rodoviário seria construído com orçamento previsto em R$ 80 milhões, para substituir o já esgotado Terminal Rodoviário João Goulart. O empreendimento será projetado próximo à nova estação hidroviária. Ambos seriam viabilizados com investimentos da iniciativa privada.
Na última terça-feira, o governador anunciou investimento de R$ 40 milhões para a construção de um centro de convenções. Já a Torre Panorâmica também deve ter suas obras iniciadas em breve e contará com investimentos de R$ 20 milhões, repassados pelo Estado e pela União.
Somente a conclusão do Centro BR de Cinema seria custeada pelo Município e deve consumir mais R$ 2 milhões até março. Em seguida, será aberto o processo de licitação para definir a empresa que vai explorar comercialmente as salas de cinema. A contrapartida da vencedora será equipar os espaços com recursos próprios. A finalização e início das operações devem acontecer entre dezembro de 2011 e janeiro de 2012.
torre-panoramica-niteroi
Rio-Niterói
Jorge Roberto também falou brevemente sobre a possibilidade de se criar uma nova ligação entre o Rio e Niterói. Alegando não ter detalhes sobre o projeto, o prefeito apenas informou que se trata de um traçado antigo, idealizado por D. Pedro II. O projeto seria ligar os bairros de Gragoatá e Flamengo, com distância de apenas 3 quilômetros. Uma reunião entre o governador Sérgio Cabral Filho, o prefeito do Rio Eduardo Paes e o prefeito de Niterói já estaria agendada para janeiro, para tratar do assunto.

Saúde
A Rede Municipal de Saúde foi abertamente criticada pelo prefeito. Ele reafirmou a intenção de devolver a administração dos hospitais Orêncio de Freitas e Getúlio Vargas Filho para União e Estado respectivamente. Juntas, as unidades custariam aos cofres públicos cerca de R$ 28 milhões anuais, um valor que a Prefeitura não teria como arcar. A intenção é utilizar esses recursos para melhorar o atendimento nos postos de saúde e ampliar o Programa Médico de Família.
“Raríssimas prefeituras administram um hospital. Nós administramos dois. Essas unidades estão atendendo mal, assim como os postos de saúde. Nem o Programa Médico de Família funciona como antes. Queremos devolver os dois hospitais e focar nos postos”, admitiu.
Chuvas
Jorge Roberto Silveira também falou sobre a tragédia que atingiu a cidade em abril. Em tom de autocrítica, ele reconheceu sua fragilidade no gerenciamento da crise e o abalo político que sofreu. Mas também defendeu a necessidade de Niterói “virar a página ao seu caminho de desenvolvimento”, como o próprio prefeito disse.
Jorge citou a criação da Geo-Nit e a emancipação da Defesa Civil de Niterói como o legado positivo que a crise trouxe à cidade. Ainda de acordo com o prefeito, a Defesa Civil será bem preparada. A ideia é utilizar a mão de obra de guardas municipais para trabalharem no órgão. Os interessados receberiam treinamento junto à Defesa Civil Estadual.
“Agora, nossa Defesa Civil vai dar banho. Serão mais de 100 pessoas trabalhando”, prometeu.

DN: O que foi feito do projeto Linha 3 do metrô??
POLÍTICA
Quarta-feira, 03 de Junho de 2009 - 18:05
Obras da Linha 3 do Metrô em Niterói começam em um mês 
O Fluminense - O Instituto Estadual de Ambiente (Inea) vai liberar, até o final da semana, a Licença de Instalação para inicio de obras da Linha 3, que vão começar a partir da antiga estação de trem do Barreto, em Niterói, seguindo em direção a Guaxindiba, em São Gonçalo. Para instalação do canteiro de serviços e inicio de obras, a Secretaria de Transportes está negociando com o Ministério das Cidades a contratação de um novo convênio de R$ 300 milhões.

O prefeito de Niterói, Jorge Roberto Silveira, apresentou, ontem, aos secretários estaduais Júlio Lopes (Transportes) e Marilene Ramos (Ambiente), projeto de estação hidroviária, metrô e ônibus no Caminho Niemeyer. A intenção, segundo Jorge Roberto, é alterar o traçado original da Linha 3 do Metrô no centro da cidade, visando causar menor impacto no trânsito. Marilene Ramos disse que a ideia é viável. 


O projeto original da Linha 3 do Metrô passando pela Avenida Visconde do Rio Branco, causaria muito transtorno ao trânsito de veículos no Centro. Sugerimos aos secretários, a construção de uma estação intermodal, interligada ao Terminal Rodoviário João Goulart, de onde sairia o metrô, no Caminho Niemeyer. O projeto da estação seria de Oscar Niemeyer", explicou Jorge Roberto, acrescentando, que a nova estação substituiria, ainda, a atual estação das barcas. 

- O terminal integrado vai gerar um ganho extraordinário para o sistema, facilitando a circulação das pessoas, que ganharão tempo e terão maior comodidade na transferência de modal. Será um salto qualitativo para toda estrutura de transportes da cidade – argumentou o prefeito. 

Marilene disse que poderá conseguir uma licença informal para o projeto até o final desta semana. 

"Acredito que o projeto seja perfeitamente viável. Consultarei o Inea e até esta sexta-feira, terei uma resposta sobre a viabilidade da estação multimodal", explicou a secretária, adiantando que o licenciamento sobre o trecho Barreto-Guaxindiba (São Gonçalo) da Linha 3 sairá hoje. 

"Gostei do projeto. Faz sentido. Sobre o trecho Barreto-Guaxindiba, com a licença, poderemos instalar o canteiro de obras imediatamente", afirmou Júlio Lopes. O diretor-executivo do Caminho Niemeyer, Selmo Treiger, também presente à reunião, afirmou que, com o licenciamento do Inea, o projeto definitivo da nova estação deverá ficar pronto em 30 dias. (Anderson Carvalho) 


DN: Que tal um Impeachment? Ou em português claro: impugnação de mandato?
  • Impeachment - A Constituição republicana de 1891, seguindo os preceitos da norte-americana, incorporou-o entre os seus artigos, obedecendo os mesmos princípios. O Impeachment é um processo político, não criminal, que tem por objetivo apenas afastar o presidente da república ou qualquer outra pessoa do executivo sem que por isso ele seja condenado penalmente. Na atual Constituição de 1988, o artigo 85 especifica as várias ocasiões em que o presidente pode vir a ser processado. Se ele cometer um crime comum ele será julgado pelo Supremo Tribunal federal, se foi por um crime considerado de responsabilidade (de falta de probidade administrativa, por exemplo) o encaminhamento é outro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lembre de assinar! Só comentários COM NOME serão postados.
Obrigado por participar!