quinta-feira, 11 de novembro de 2010

População não está gostando das obras no Morro do Bumba


Começam os trabalhos para o reflorestamento do Morro do Bumba

Projeto da Secretária de Obras do Rio do RJ pretende gastar R$ 35 milhões na região castigada pelas chuvas. Local receberá nova vegetação para evitar novos deslizamentos
O Fluminense por Guilherme Santos 11/11/2010
Obras de reflorestamento do Morro do Bumba, no Viçoso Jardim, estão sendo financiadas pela Secretária de Obras do Rio de Janeiro, que deverá gastar cerca de R$ 35 milhões no local. Foto: Márcio Oliveira
Foto: Márcio Oliveira

Começou nesta quinta-feira o reflorestamento do Morro do Bumba. O projeto da Secretária de Obras do Rio de Janeiro (Seobras), que investiu R$ 35 milhões, prevê melhorias na contenção de encostas, recuperação das vias de acesso à comunidade, reconstrução da rede de drenagem pluvial e passa agora pelo processo de revegetação para não correr risco de desabamento.
Neste processo, que teve inicio há cinco meses, cerca de 160 famílias que ainda moravam nas proximidades do Bumba foram retiradas. Porém, a iniciativa estadual não vem agradando aos moradores.
“Esta obra não me traz segurança nenhuma ainda, pois continuo morando na minha casa interditada e não tenho local aonde ir. Não tem como viver em abrigo, lá é o pior lugar do mundo. Já ouvi muita coisa sobre o Bumba, mas está difícil acreditar em alguma lenda”, conta o eletricista e morador da comunidade afetada pelas chuvas de abril há 25 anos, Luis Antonio Oliveira da Silva, de 44 anos, que passou apenas uma noite no 3º BI e depois peregrinou por casa de familiares, até retornar ao mesmo endereço.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lembre de assinar! Só comentários COM NOME serão postados.
Obrigado por participar!