sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Isso é Niterói: Projeto de revitalização da orla de Jurujuba ainda está pela metade


Obras no calçadão deveriam ter sido concluídas em julho, mas serviços continuam em ritmo lento. Com a chegada do verão, comerciantes do bairro temem prejuízos
n'OFluminense por: Thaís sousa 05/11/2010

Moradores de Jurujuba estão reclamando da morosidade das obras de revitalização da orla do bairro. No início do ano, o presidente da Empresa Municipal de Moradia, Urbanização e Saneamento (Emusa), José Roberto Mocarzel, prometeu que as obras seriam entregues até julho, o que não ocorreu. Agora, a pouco mais de um mês do verão, cerca de metade do projeto, orçado em mais de R$ 285 mil, segue sem conclusão e comerciantes temem que a economia do bairro seja prejudicada devido ao atraso.
A licitação das obras de revitalização do espaço urbano da orla de Jurujuba foi aberta pela Prefeitura em 4 de fevereiro e o martelo foi batido uma semana depois, no valor de R$ 285.110. No dia 27 de janeiro, em entrevista a O FLUMINENSE, o presidente da Emusa informou que em cinco meses o projeto estaria concluído. Contudo, o prazo expirou há quase quatro meses e os serviços seguem em ritmo lento.
A revitalização previa reforma do calçadão, com colocação de piso tátil, instalação de grades de proteção e bancos e reforço na iluminação, ao longo dos 300 metros de orla. Mas, até o momento, nenhum dos serviços foi concluído. A troca de piso não chegou à metade do calçadão e nem os demais itens.
Quem mora em Jurujuba aguarda com ansiedade a conclusão dos serviços. Apesar da total aprovação ao projeto, a demora tem deixado a população apreensiva.
“Acho que o resultado vai ser ótimo. A sensação de segurança aqui vai aumentar com a iluminação nova e as grades de proteção. Mas está demorando demais. Pela época em que começou, acho que essa obra já deveria ter terminado”, opina a dona de casa Juliana Rocha, de 25 anos.
Movimento – Já a comerciante Milena Cadilhe, de 37 anos, tem outra preocupação. Para ela, o movimento no bairro, com a chegada do verão, pode ser prejudicado. Ela acredita que, com parte do calçadão interditada, turistas e visitantes deixarão de frequentar o bairro durante a estação.
“Acredito que o atraso das obras vai atrapalhar o movimento no verão. Os restaurantes aqui costumam ficar lotados nos dias quentes. A obra deveria ter acabado antes de junho, não poderia chegar a essa época”, reclama.
A Emusa informou que as obras estão dentro do prazo e que não existe atraso no projeto. A urbanização do calçadão de Jurujuba prevê a colocação de novo piso e bancos, melhoria na iluminação pública, construção de um deque em substituição ao antigo coreto, instalação de proteção aos pedestres (guarda-corpos). A obra tem um custo total de R$ 285 mil, e é uma parceria entre a Prefeitura de Niterói e o Ministério do Turismo. A nova previsão de conclusão das obras é para o início de 2011, se houver boas condições climáticas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lembre de assinar! Só comentários COM NOME serão postados.
Obrigado por participar!