sábado, 20 de novembro de 2010

INOVABR, Inovação Social e Sustentabilidade na web

O evento INOVABR, Inovação Social e Sustentabilidade, que ocorrerá de 22 a 26 de novembro, tem o objetivo de debater o potencial da inovação social para a promoção de novos modelos de negócios, soluções de produtos e serviços, bem como fomentar alternativas para o desenvolvimento tecnológico e novas perspectivas para a gestão pública.
O evento é realizado pelo Programa de Engenharia de Produção da COPPE/UFRJ, em parceria com a Agência UFRJ de Inovação, Rede IVIS – Instituto Virtual de Inovação Social – e Rede DESIS – Design para Inovação Social e Sustentabilidade –, com apoio do CNPq.
Dois eixos de debate serão propostos no evento:
  1. O primeiro deles é relativo ao termo “social” que aqui se une aos termos “inovação” e “sustentabilidade”. Quais os critérios valorativos que poderíamos empregar na identificação de iniciativas promissoras para a promoção de um desenvolvimento sustentável?
  2. As iniciativas de inovação social podem ser compreendidas como difusão de práticas antes restritas às esferas profissionais dos projetistas? Em contrapartida, como os projetistas poderiam aprender e contribuir com estas iniciativas?
Os debates serão conduzidos através da apresentação de experiências de projeto e casos apresentados pelos diversos convidados e organizadores.
Visando realizar ampla difusão nacional e internacional o evento será transmitido também ao vivo, via internet.
http://www.ltds.ufrj.br/inovabr/

O evento será realizado entre os dias 22 e 26 de novembro de 2010 – no Auditório do bloco G-122, Centro de Tecnologia, Ilha do Fundão – e será dividido em duas grandes partes.
A primeira, ocorrerá na parte da manhã, de 9:30 as 13h, onde serão apresentadas conferências e mesas redondas, todas abertas ao público de forma gratuita, em cinco temas: 1. Inovação social e sustentabilidade: apresentação e perspectivas; 2. Inovação social e novas redes alimentares; 3. Inovação social, desenvolvimento local e turismo; 4. Inovação social e inovação tecnológica; 5. Inovação social e novos modelos de negócios.
A segunda, pretende promover um diálogo mais próximo entre pesquisadores brasileiros e estrangeiros a cerca dos temas propostos pelo evento, através de workshops. A participação nesta atividade será restrita com disponibilidade de vagas limitadas. Para mais informações, visite a seção "Workshops" do site.

Para assistir online não é necessária inscrição. Lembramos que serão transmitidos - pela web - os debates e palestras pelas manhãs, os workshops não. 
Em nosso site, colocaremos o link para que possa assitir ao evento, em cada manhã. 


Conferências e mesas redondas
22/11 - 1º DIA - 9:30 as 13h
Inovação social e sustentabilidade: apresentação e perspectivas
  • Ezio Manzini – Politecnico di Milano (Itália)
  • Bertha Becker – Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Marcel Bursztyn – Universidade de Brasília
23/11 - 2º DIA - 9:30 as 13h
Inovação social e novas redes alimentares
  • Anna Meroni – Politecnico di Milano (Itália)
  • Lou Yongqi - Tongji University (China)
  • Nilma Morcerf – Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Marcelo Firpo – Fundação Oswaldo Cruz
  • João Lutz – Universidade Federal Fluminense
24/11 - 3º DIA - 9:30 as 13h
Inovação social, desenvolvimento local e turismo
  • Hassan Zaoual - Université du Littoral Cote d'Opale (França)
  • Mugendi M’Rithaa – Cape Penisula University of Technology (África do Sul)
  • Carlo Maldonado – Red de turismo Comunitario de America Latina
  • Roberto Bartholo – Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Carla Cipolla – Universidade Federal do Rio de Janeiro
25/11 - 4º DIA - 9:30 as 13h
Inovação social e inovação tecnológica
  • Maurice Benayoun – Université Paris 1 et 8 (França)
  • Mokena Makeka – Makena Designs Lab (África do Sul)
  • Shashank Vinodchandra Mehta – National Institute of Design (Índia)
  • Ladislaw Dowbor – Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
  • Renato Dagnino – Universidade Estadual de Campinas
  • Domício Proença – Universidade Federal do Rio de Janeiro
26/11 - 5º DIA - 9:30 as 13h
Inovação social e novos modelos de negócios
  • Luigi Ferrara - George Brown College / Institute without Boundaries (Canadá)
  • Jussi Impio – NOKIA (Quênia)
  • Pedro Cunca Bocayuva - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro
  • Eduardo Baptista – Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Marcos Cavalcanti – Universidade Federal do Rio de Janeiro
  • Convidados Internacionais
    Anna Meroni é pesquisadora do Departamento de Desenho Industrial (INDACO) do Politecnico di Milano, onde leciona como professora assistente disciplinas de Design de Serviços e Design Estratégico. É co-diretora do Programa de Mestrado Internacional em Design Estratégico e professora visitante em outras universidades pelo mundo. Seus principais temas de pesquisa são design de serviços e inovações estratégicas rumo à sustentabilidade, com ênfase em inovação social.
    Carlos Maldonado Especialista na OIT em políticas de emprego e desenvolvimento de empresas. PhD em Sociologia Urbana pelo Instituto de Urbanismo Paris, França. Fundador e coordenador da Rede de Turismo Comunitário da América Latina (REDTURS). Dirigiu vários projetos de pesquisa e cooperação técnica sobre economia informal em mais de 20 países da América Latina e África. Publicou vários livros sobre micro e pequena empresa, além de numerosos artigos e manuais de formação, como Negócios Turísticos com Comunidades (NETCOM).
    Por mais de duas décadas, Ezio Manzini tem trabalhado no campo do Design para a Sustentabilidade. Mais recentemente, tem focado seu interesse no tema das inovações sociais, considerado por ele o maior vetor de mudanças rumo à sustentabilidade, e como o Design pode contribuir nesse processo de mudança. Nessa perspectiva, fundou e coordena a rede DESIS, uma rede internacional de escolas de design e outras instituições com atuação no campo do design para a inovação social e a sustentabilidade(http://www.desis-network.org)
    Hassan Zaoual é professor de Economia e Gestão do Território na Université du Littoral Cote D’Opale (França). Coordena uma linha editorial na editora L’Harmattan em Paris e é fundador da Resaux Sud-Nord Cultures e Developpement. Tem inúmeras publicações e livros em todo o mundo, inclusive em parceria com o Prêmio Nobel de Economia Amartya Sen. No Brasil seu trabalho mais recente é o livro “Nova economia das iniciativas locais: uma introdução ao pensamento pós-global” (DP&A Editora, 2006).
    Jussi Impiö é formando em Desenho Industrial e Antropologia. Possui 13 anos de carreira profissional em pesquisa e inovação, dos quais nos últimos 8 tem trabalhado para o Nokia Research Center no mundo, focando em ativismo cívico e jornalismo cidadão.  Desde 2006, Jussi tem trabalhado na África Subsaariana, onde lidera um centro de pesquisa de 20 pesquisadores em Nairóbi. Nokia Research Center África tem como foco solucionar desafios de desenvolvimento econômico e social utilizando tecnologias de comunicação.
    Lou Yongqi tem PhD em Teoria e Prática em Design Urbano pela Universidade de Tongji e é vice decano do College of Design & Innovation dessa mesma instituição. Seu foco é em educação, pesquisa e prática em design sustentável interdisciplinar. Ele faz parte da Comissão Executiva da Associação de Desenho Industrial de Xangai e Secretário Geral da Conferência Cumulus 2010 Xangai. É membro do Comitê Científico da Ata Scuola Poltecnica (ASP), Itália, e coordernador do DESIS-China (rede Design para a Inovação Social e Sustentabilidade).
    Luigi Ferrara é diretor do Centre for Arts and Design e do Institute without Boundaries do George Brown College, no Canadá. Suas realizações anteriores incluem: membro da comissão executiva para o Conselho Internacional das Sociedades de Desenho Industrial (ICSID) de 1997-2003, onde atuou depois como Presidente em 2003-05, e em seguida assumiu papel de Senador nesse Conselho. Luigi trabalha como arquiteto, designer, empreendedor, educador e professor; além disso foi curador de exibições e é autor de livros
    Maurice Benayoun é um artista pioneiro em novas mídias e seus trabalhos têm sido vistos e apreciado no mundo. Desde 1984, tem ensinado vídeo e arte em mídia na Universidade Paris 1 (Panthéon-Sorbonne). Ele é co-fundador e diretor de arte do CITU Research Center (Création Interactive Transdisciplinaire Universitaire), nas Universidades Paris 1 e Paris 8, dedicado à pesquisa e criação (R&C) em formas emergentes de arte. Seu trabalho emprega várias mídias, incluindo (e muitas vezes, combinando) vídeo, realidade virtual, web, tecnologias wireless, performance, espaço público, instalações artísticas de grande escala e exibições interativas. Seus trabalhos mais recentes desenvolvem a idéia de “critical fusion”, misturando ficção simbólica e realidade para tornar visíveis os limites do mundo real.
    Mokena Makeka dirige o Makeka Design Lab cc, um ganhador do prêmio de prática em design, fundado em 2002. Membro do Fórum Econômico Mundial: Conselho da Agenda Global em Design; é um notório e respeitado arquiteto e urbanista, nacional e internacionalmente. Atualmente trabalha como assessor do Ministro de Assentamentos Humanos e é uma autoridade em infra-estrutura de transporte na região. Trabalha como examinador externo da Universidade de Columbia e é professor em tempo parcial na Universidade da Cidade do Cabo.
    Mugendi M'Rithaa é desenhista industrial, educador e pesquisador da Faculdade de Informática e Design da Cape Península University of Technology (África do Sul). Ele é apaixonado por várias expressões sociais do design responsável, incluindo Design Participativo,  Universal Design e Design para a Sustentabilidade. Tem um interesse especial no tema Design para o Desenvolvimento Local no contexto do continente africano e está associado a redes internacionais de design para a sustentabilidade e Design Industrial e Universal Design.
    Convidados Nacionais
    Bertha Becker é graduada em Geografia e História pela Universidade do Brasil (1952) e Docente Livre-Doutora em Geografia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1970). Realizou pós-doutorado no Massachusetts Institute of Technology - Department of Urban Studies and Planning (1986). Atualmente é professora Emérita da Universidade Federal do Rio de Janeiro e coordenadora do Laboratório de Gestão do Território - LAGET/UFRJ. É membro da Academia Brasileira de Ciências e Doutor Honoris Causa pela Universidade de Lyon III. Seu foco principal de pesquisa é a Geografia Política da Amazônia e do Brasil.
    Eduardo Baptista atua com organizações sociais desde 1983 em programas de desenvolvimento sócio-econômico e ambiental para organismos internacionais - UNESCO, BIRD, PNUD, União Européia, Ford Foundation, OXFAM – em cerca de 30 países da Europa, África, América Latina e todos estados brasileiros. Faz monitoria de indicadores de desenvolvimento de base de projetos para Inter-American Foundation (IAF). Engenheiro e cientista político, mestre em Engenharia de Produção (2007) prepara doutorado (COPPE/UFRJ), especialista em Planejamento Econômico pela Universidade Central de Varsóvia “SGPiS” (1990), doutorado em Des. Econômico e Social pela Université de Paris I Sorbonne (1987). É pesquisador do LTDS (2005) e professor convidado do IE/UFRJ (1996).
    Ladislaw Dowbor é formado em economia política pela Universidade de Lausanne, Suiça; Doutor em Ciências Econômicas pela Escola Central de Planejamento e Estatística de Varsóvia, Polônia (1976). Atualmente é professor titular no departamento de pós-graduação da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, nas áreas de economia e administração. Continua com o trabalho de consultoria para diversas agencias das Nações Unidas, governos e municípios, bem como do Senac. Atua como Conselheiro na Fundação Abrinq, Instituto Polis e outras instituições.
    Marcelo Firpo possui doutorado em Engenharia de Produção pela COPPE/UFRJ (1994) e pós-doutorado (2001-3) em Medicina Social na Universidade de Frankfurt. Atualmente é pesquisador titular do Centro de Estudos em Saúde do Trabalhador e Ecologia Humana da Fundação Oswaldo Cruz. Tem experiência na área de Saúde Coletiva, com ênfase em Saúde Ambiental e Saúde do Trabalhador, e vem trabalhando com os seguintes temas: abordagens integradas de riscos; justiça ambiental; ecologia política e economia ecológica; vulnerabilidade sócio-ambiental; complexidade, riscos e incertezas; princípio da precaução; ciência pós-normal; produção compartilhada de conhecimentos; promoção da saúde em áreas urbanas vulneráveis; agrotóxicos e transição agroecológica.
    Nilma Morcerf é graduada em Nutrição pela Universidade Federal do Rio de Janeiro e Doutora em Administração de Empresas pela Fundação Getúlio Vargas. Atualmente é professora Adjunta do Instituto de Nutrição Josué de Castro-UFRJ e coordenadora do curso de Bacharelado em Gastronomia-UFRJ. Pesquisadora com ênfase nas áreas de Planejamento Estratégico em Alimentação Coletiva, Gestão de Pessoas e em Gastronomia.
    Pedro Cunca é licenciado em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1985), mestre em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (IRI-PUC) em 1998 e doutor em Planejamento Urbano e Regional pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (IPPUR-UFRJ), em 2002. Atualmente é professor assistente-1 em regime de dedicação exclusiva no Instituto de Relações Internacionais IRI PUC-RIO e pesquisador do LASTRO-IPPUR-UFRJ. Tem experiência na área de Planejamento Urbano e Regional, com ênfase na formulação de projetos e na montagem de redes em tecnologia social, economia solidária, desenvolvimento humano sustentável e cooperação internacional.
    Renato Dagnino é professor titular na Unicamp nas áreas de Estudos Sociais da Ciência e Tecnologia e de Política Científica e Tecnológica, tem atuado como professor visitante em várias universidades latino-americanas. Seus livros mais importantes são: Ciência e Tecnologia no Brasil: o processo decisório e a comunidade de pesquisa; Neutralidade da Ciência e Determinismo Tecnológico; e Tecnologia Social: ferramenta para construir outra sociedade.
    Roberto Bartholo é professor associado do Programa de Engenharia de Produção da COPPE - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Sua atuação profissional abrange temas como: conhecimento, poder e ética, desenvolvimento social, desenvolvimento sustentável, turismo e desenvolvimento social e gestão social.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lembre de assinar! Só comentários COM NOME serão postados.
Obrigado por participar!