terça-feira, 30 de dezembro de 2008

...Pero sin perder la ternura jamás

Oi Cynthia

       Certamente não dá para mudar o mundo sozinho, mas acho que algumas coisas a gente pode conseguir.  Acredito que em um monte de cantos tem um monte de gente que concorda com essas idéias (mais do que discorda!) e pode ajudar, então creio que o melhor é tentar chegar a elas.  Ultimamente não tenho acreditado muito nas reclamações revoltadas, porque provavelmente não vão tocar as pessoas (que estão do outro lado) que poderiam ajudar.  Talvez, algum ato mais pacífico, mais solícito surta mais efeito.
       Lembra daquela história do filho do Gandhi, que voltou a pé?  Gandhi não conseguiu evitar os conflitos entre hindus e muçulmanos, mas conseguiu a independência da Índia!  E tiveram que matá-lo no final!
       No seu caso específico, eu tentaria primeiro com os próprios caras da construtora.  Ingenuidade?  Acho que sim, mas se der certo, é o que vai dar menos esforço no final :-)

       Beijos,
               Tomás

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Lembre de assinar! Só comentários COM NOME serão postados.
Obrigado por participar!